FUTEBOL

Palmeiras bate o Santos e é tricampeão paulista

A conquista é histórica; foi o 10º título de Abel Ferreira no comando do Verdão

07/04/2024 | Tempo de leitura: 4 min
da Folhapress

Fabio Menotti/Palmeiras

Raphael Veiga comemora o gol contra o Santos
Raphael Veiga comemora o gol contra o Santos

O Palmeiras repetiu, na noite de domingo (7), o que havia feito nos dois anos anteriores e conquistou o Campeonato Paulista após uma derrota no primeiro jogo da final. Repetiu também algo que havia alcançado fazia bem mais tempo: pela primeira vez desde 1934, é tricampeão estadual.

O triunfo de 2024 foi obtido contra o Santos, que ganhou a partida de ida, na Vila Belmiro, por 1 a 0. Na volta, no Allianz Parque, o time alviverde reverteu o placar agregado, com uma vitória por 2 a 0, gols de Raphael Veiga e Aníbal Moreno.

O jogo terminou em uma cena bastante recorrente nas últimas temporadas, troféu erguido pelos comandados de Abel Ferreira. Ao menos um detalhe dessa cena, porém, deixará de ser recorrente: Endrick levantando uma taça com a camisa alviverde.

O promissor atacante trocará o Palmeiras pelo Real Madrid em julho, quando completar 18 anos. Negociado por um valor atualmente estimado em cerca de R$ 240 milhões - que poderá crescer com metas atingidas -, deixará a agremiação da zona oeste paulistana com cinco títulos em duas temporadas e meia: dois do Paulista, dois do Brasileiro e um da Supercopa do Brasil.

O clube paulista até tentou negociar uma liberação apenas em dezembro. Mas o time espanhol já aguarda com ansiedade a chegada do garoto, que marcou nos dois jogos mais recentes da seleção brasileira - vitória por 1 a 0 sobre a Inglaterra, no estádio de Wembley, em Londres, e empate por 3 a 3 com a Espanha em sua futura casa, o Santiago Bernabéu, em Madri - e encheu os olhos europeus.

Ao menos por enquanto, porém, ainda que por pouco tempo, Endrick é jogador do Palmeiras. Decisivo na conquista do último Brasileiro, o adolescente teve participação importante também na trajetória de seu time no Paulista e o levou à decisão, voltando às pressas da seleção para definir o triunfo por 1 a 0 sobre o Novorizontino na disputa semifinal.

Na decisão, o Palmeiras precisou de pouco mais de 30 minutos para deixar o confronto empatado. Aos 32 da etapa inicial, Raphael Veiga converteu uma cobrança de pênalti e abriu o placar no Allianz.

A penalidade só foi assinalida pelo árbitro Raphael Claus depois de revisar o vídeo, pelo qual ele considerou faltoso o choque do goleiro João Paulo em disputa de bola com Endrick, que tentou surpreender a defesa santista após uma cobrança de tiro de meta de Weverton.

O Palmeiras manteve a pressão depois do gol, sobretudo com Endrick, enquanto o Santos demorou até depois do intervalo para se reencontrar na partida. Até o pênalti, havia um equilíbrio no duelo, uma chance clara para cada lado: aos 9 minutos, Gil salvou um bola de cabeça em cima da linha após chute forte de Mayke. A resposta santista foi num arremate de longe de Pituca.

Depois do intervalo, foi a vez Mayke aparecer como salvador e salvar, em cima da linha, um chute de Otero. Aos 21, porém, ninguém conseguiu impedir o Palmeiras de marcar o segundo e virar o confronto. Piquerez fez grande jogada pela esquerda, cruzou na cabeça de Flaco López, que ajeitou para Aníbal Moreno completar para o fundo da rede e colocar os donos da casa no caminho do título.

O Santos ainda tentou descontar o placar, que levaria a disputa para os pênaltis, mas a equipe da casa conseguiu segurar a vitória que lhe garantiu o troféu.

O Palmeiras agora tem dez títulos sob comando de Abel Ferreira, novo recordista do clube ao lado de Osvaldo Brandão - cuja lista inclui glórias de pequena expressão, um Torneio Início, uma Taça Cidade de São Paulo e uma Taça Governador do Estado de São Paulo. Com Abel, apresentado em 4 de novembro de 2020, a agremiação agora tem os seguintes troféus: Campeonato Paulista (2022, 2023 e 2024), Supercopa do Brasil (2023), Copa do Brasil (2020), Campeonato Brasileiro (2022 e 2023), Recopa Sul-Americana (2022) e Copa Libertadores (2020 e 2021).

Ficha técnica
Palmeiras 2 x 0 Santos

Palmeiras
Weverton; Mayke, Gustavo Gómez (Luan), Murilo e Piquerez; Moreno, Zé Rafael (Ríos) e Raphael Veiga; Lázaro (Luís Guilherme), Endrick (Marcos Rocha) e Flaco López (Rony). Técnico: Abel Ferreira.

Santos
João Paulo; Aderlan (JP Chermont), Gil, Joaquim e Felipe Jonatan (Hayner); João Schmidt, Diego Pituca (Patati) e Giuliano; Otero (Pedrinho), Guilherme e Morelos (Furch). Técnico: Fábio Carille.

Data e hora: 07/04/2024 (domingo), às 18h (de Brasília)

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Motivo: Campeonato Paulista - Final

Árbitro: Raphael Claus

Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Neuza Ines Back

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral

Cartões amarelos: Abel Ferreira (téc), Endrick, Zé Rafael, Mayke (PAL); Aderlan, Gil, Morelos (SAN)

Gols: Raphael Veiga, do Palmeiras, aos 32 minutos do primeiro tempo; Aníbal Moreno, do Palmeiras, aos 21 minutos do segundo tempo.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Gabriel Medeiros
    08/04/2024
    Um juiz usou um VAR para ajudar o Palmeiras ganhar o jogo, não precisava, mas precisou, era mais garantido.