NO RIO

Jovem mata os pais após ser impedido de faltar à aula e avisa PM

Depois de cometer o crime, o adolescente foi lanchar com os amigos

24/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Reprodução

 Segundo informações da PMRJ, o menor relatou que a briga começou após os pais não permitirem que ele faltasse à escola para descansar para aula de jiu-jítsu
Segundo informações da PMRJ, o menor relatou que a briga começou após os pais não permitirem que ele faltasse à escola para descansar para aula de jiu-jítsu

Um adolescente foi apreendido por suspeita de matar os pais no Rio de Janeiro. Ele ligou para polícia após algumas horas. Segundo informações da PMRJ, o menor de idade relatou que a briga começou após os pais não permitirem que ele faltasse à escola para descansar para uma aula de jiu-jítsu. Caso aconteceu no bairro Taquara, em Jacarepaguá, na zona oeste da capital.

O jovem foi lanchar com um amigo após matar os pais. Ao retornar para a casa, ateou fogo nos corpos do pai e da mãe, que estavam mortos num quarto no segundo andar da residência. Segundo o adolescente, ele matou os dois a marteladas. Foi o próprio adolescente quem ligou para a PM e para os bombeiros. Ele era o único filho do casal. As vítimas não tiveram informações pessoais, como nomes e idades, reveladas.

Conforme o Corpo de Bombeiros do Rio, o fogo foi contido, mas a parte superior da residência ficou destruída. Posteriormente, os corpos carbonizados foram retirados e encaminhados para o IML (Instituto Médico Legal).

Em nota, a Polícia Civil disse que o caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital. Peritos estiveram no local para colher evidências e os agentes vão ouvir testemunhas para esclarecer todos os fatos e a motivação dos assassinatos. O adolescente foi apreendido e está à disposição da Justiça para ser penalizado de acordo com estipulações do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.