CASO CHOCANTE

Polícia suspeita que filho já havia estuprado a mãe quatro vezes

Aos policiais, a mãe afirmou que não era um caso isolado, uma vez que já tinha acordado com dores vaginais outras quatro vezes, sempre após desmaios, depois de crises epilépticas

Por Da redação | 11/06/2024 | Tempo de leitura: 1 min
São José dos Campos

Reprodução

Caso aconteceu no interior de Minas Gerais
Caso aconteceu no interior de Minas Gerais

A mãe que foi estuprada pelo próprio filho desconfia que ele já a havia violentado pelo menos outras quatro vezes. Foi o que a mulher de 40 anos relatou à polícia. O filho, de 23 anos, confessou o crime, disse que não era a primeira vez e confessou que "pretendia fazer de novo". O caso aconteceu na cidade de Francisco Sá, município na região norte de Minas Gerais.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp. 

O jovem foi preso em flagrante após estuprar a mãe, enquanto ela estava desmaiada. A mãe, que sofre de epilepsia, descobriu o crime ao sentir dores nas partes íntimas e ir ao hospital. Segundo a polícia, a mulher afirmou ter sofrido uma crise epilética na última sexta-feira (7), sofrendo um desmaio. Ao recobrar a consciência, ela estava deitada na cama, sentindo dores.

Aos policiais, a mãe afirmou que não era um caso isolado, uma vez que já tinha acordado com dores vaginais outras quatro vezes, sempre após desmaios provocados por crises epilépticas. O filho, questionado pela mãe, negou o crime.

Porém, posteriormente, indagado por outra pessoa, ele admitiu o abuso, dizendo que não era a primeira vez e, pior, pretendia repetir. Ele foi preso em flagrante.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.