ECONOMIA

Governo prevê pix de R$ 5.100 a famílias que perderam bens no RS

Dinheiro poderá ser usado para comprar itens da linha branca, como geladeira e máquina de lavar, ou marrom, como televisores e outros eletroeletrônicos.

Por Julia Chaib e Idiana Tomazelli | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Reprodução/@LulaOficial/X

O anúncio foi feito pelo petista durante viagem ao estado nesta quarta-feira (15).
O anúncio foi feito pelo petista durante viagem ao estado nesta quarta-feira (15).

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) definiu nesta terça-feira (14) que o valor do voucher que será dado a famílias atingidas pela tragédia no Rio Grande do Sul será de R$ 5.100. O anúncio foi feito pelo petista durante viagem ao estado nesta quarta-feira (15).

Leia também: Governo comprará imóveis em cidades do RS para dar a desabrigados

A iniciativa será instituída por meio de MP (medida provisória), que deve ser publicada também nesta quarta.

A MP prevê que o benefício será pago a famílias que perderam bens em decorrência das enchentes que assolam o território gaúcho e levaram à decretação de estado de calamidade pública na região.

O governo deve bater o martelo sobre o nome do auxílio na manhã desta quarta. Uma das opções em estudo é que se chame "Recomeço".

O pagamento será feito em parcela única. Segundo um integrante do governo, o dinheiro poderá ser usado para compra de itens da linha branca, como geladeira e máquina de lavar, ou marrom, como televisores e outros eletroeletrônicos.

O governo vinha discutindo o pagamento de um voucher para as famílias readquirirem seus bens perdidos desde a semana passada. Inicialmente, o valor cogitado era de R$ 3.000 por família. Nesta semana, a cifra subiu para R$ 5.000, como revelou a coluna Mônica Bergamo.

Além do voucher, o governo também decidiu incluir mais de 20 mil novos beneficiários do estado no programa Bolsa Família.

Lula vai viajar a São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre, para visitar áreas atingidas pelas inundações.

Pela programação original, os anúncios seriam feitos nesta terça (14) no Palácio do Planalto.

O presidente, porém, resolveu divulgar as medidas no próprio estado para reforçar a presença do governo federal no local.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.