CONVÊNIO

Prevent Senior suspenderá venda de planos de saúde para SP e RJ

A empresa disse que a medida é necessária diante da sobrecarga na demanda por atendimento ocasionada por surtos de dengue e doenças sazonais.

Por Arthur Guimarães | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
da Folhapress

Reprodução/ Prevent Senior

A operadora afirmou ter o dever de agir com prudência.
A operadora afirmou ter o dever de agir com prudência.

A Prevent Senior suspenderá a venda de novos planos de saúde em municípios de São Paulo e do Rio de Janeiro a partir de 31 de maio, informou a operadora em nota.

Leia também: Amil cancela contratos coletivos de crianças com doenças raras

A empresa disse que a medida é necessária diante da sobrecarga na demanda por atendimento ocasionada por surtos de dengue e doenças sazonais.

Dados do Painel de Monitoramento das Arboviroses, do Ministério da Saúde, mostram que a incidência de dengue no estado de São Paulo é de 2.836,3 por 100 mil habitantes. No Rio de Janeiro, de 1.519,2.

A operadora afirmou ter o dever de agir com prudência e assegurar que os atendimentos aos seus mais de 580 mil beneficiários sejam feitos dentro dos padrões adequados. Segundo ela, 87% da carteira têm idade superior a 50 anos.

Para a companhia, o ingresso de novos beneficiários neste cenário de alta demanda "prejudica a qualidade do atendimento dos que já integram a carteira porque aumentará a procura pelos serviços".

Em 2021, quando enfrentava acusações relacionadas à atuação dela na pandemia de Covid-19, a companhia também pediu a interrupção temporária da venda dos planos de saúde.

Desta vez, a Prevent Senior havia anunciado a suspensão a partir de 10 de maio, mas se comprometeu a manter a comercialização até o próximo dia 30, de acordo com a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Uma resolução do órgão estabelece que o pedido de interrupção temporária de venda deve ser feito à agência reguladora com trinta dias de antecedência da data pretendida para a suspensão.

A ANS afirmou que a solicitação foi feita apenas em 30 de abril. Assim, a suspensão somente poderia ocorrer a partir de 31 de maio.

A agência disse que, no período entre o pedido e a suspensão, o plano de saúde ainda pode ser comercializado e deve ser vendido pela operadora, até para ser destino de portabilidade de carências.

A medida não afeta os beneficiários da operadora, completou.

Leia a nota da Prevent Senior
"A Operadora, que sempre cumpriu as normas da ANS, seguirá comercializando seus produtos até o dia 30/05/2024 e continuará enviando seus melhores esforços para proporcionar atenção adequada e eficiente aos beneficiários.

Como amplamente noticiado, todo sistema de saúde vem enfrentando sobrecarga na demanda por atendimento ocasionado pelos surtos de dengue e doenças sazonais, que lotam hospitais, prontos socorros e afetam todo sistema.

A Prevent Senior, que tem em sua carteira mais de 580.000 beneficiários, 87% com mais de 50 anos, tem o dever de agir com prudência e assegurar que os atendimentos transcorram dentro de padrões adequados. Por isso, entende que o ingresso de novos beneficiários nesse cenário de alta demanda prejudica a qualidade do atendimento dos que já integram a carteira porque aumentará a procura pelos serviços."

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.