VIOLÊNCIA

Jovem de Birigui morre após ser socorrido inconsciente, vítima de possível espancamento

Vítima foi transferida de Birigui para a Santa Casa de Araçatuba, onde morreu nesta segunda-feira

26/02/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Agência Trio Notícias

Reprodução

Elias Gonçalves do Nascimento Júnior tinha 33 anos
Elias Gonçalves do Nascimento Júnior tinha 33 anos

Elias Gonçalves do Nascimento Júnior, 33 anos, morreu nesta segunda-feira (26) na Santa Casa de Araçatuba, onde deu entrada transferido do hospital de Birigui, após ser vítima de suposto espancamento.

Segundo o que foi relatado, na tarde de domingo, 25, policiais militares foram informados de um caso de lesão corporal e seguiu para o pronto-socorro, onde a vítima estaria em atendimento médico.

Os enfermeiros informaram que a vítima havia dado entrada minutos antes, inconsciente e com ferimentos pelo corpo e na cabeça. Porém, não havia informações sobre quem teria causado tais ferimentos e nem onde teria ocorrido, pois a vítima havia sido levada para atendimento por uma ambulância da Prefeitura.

Os policiais fizeram contato com os pais de Nascimento Júnior, comunicando sobre o ocorrido e informando que ele estava em atendimento médico. Como não havia informações sobre o local da suposta agressão, deixou de ser acionada a perícia.

Morreu
No início da tarde desta segunda-feira, o pai da vítima procurou o plantão policial em Araçatuba para comunicar o óbito do filho. Ele relatou que devido à gravidade dos ferimentos, Nascimento Júnior teve que ser transferido para a Santa Casa de Araçatuba.

A morte foi constatada às 11h20 e na guia de encaminhamento para exame necroscópico consta que como provável causa da morte, espancamento. O pai da vítima informou à polícia que o filho era usuário de entorpecentes e de bebidas alcoólicas.

Ainda de acordo com ele, o jovem passava a maior parte do tempo nas ruas, voltando para casa da família esporadicamente. Por isso, ele não possuía informações sobre o que pode ter acontecido com o filho.

Investigação
O corpo passaria por exame necroscópico antes de ser liberado para velório e enterro. A reportagem apurou que o delegado Eduardo Lima de Paula, responsável pela Delegacia do Município de Birigui, instaurou um inquérito na tarde desta segunda-feira, assim que tomou conhecimento do caso.

A informação que chegou até a Polícia Civil até agora foi de que o suposto espancamento teria ocorrido na praça Dr. Gama, que fica na região central da cidade.

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Hugo
    27/02/2024
    A tristeza do mundo das drogas... devia ser obrigatório os traficantes indenizarem as famílias que eles destroem e ainda com sigilo de Justiça.