OPINIÃO

OPINIÃO

Pelo CSI, São José olha o futuro com mais segurança

Pelo CSI, São José olha o futuro com mais segurança

Hoje podemos nos orgulhar de sermos a primeira cidade do Brasil a usar óculos de inteligência artificial pela Guarda Civil Municipal. Leia mais no artigo de Anderson Farias.

Hoje podemos nos orgulhar de sermos a primeira cidade do Brasil a usar óculos de inteligência artificial pela Guarda Civil Municipal. Leia mais no artigo de Anderson Farias.

Por Anderson Farias | 02/04/2023 | Tempo de leitura: 2 min
Especial para a Sampi

Por Anderson Farias
Especial para a Sampi

02/04/2023 - Tempo de leitura: 2 min

Divulgação

São José dos Campos é uma cidade que tem os olhos voltados para o futuro. No âmbito da segurança pública é assim, quebramos paradigmas e estamos trabalhando na prevenção e no combate ao crime com uso de ferramentas high tech de maneira pioneira no país.

Hoje podemos nos orgulhar de sermos a primeira cidade do Brasil a usar óculos de inteligência artificial pela Guarda Civil Municipal, uma ferramenta que estamos disponibilizando também para as forças de segurança da cidade.

É tecnologia que agrega mais serviços ao nosso projeto de segurança, compatível com cidades do primeiro mundo e incrementado com a criação do CSI, o Centro de Segurança e Inteligência.

Completando 2 anos no dia 6 de abril, o CSI avança no aperfeiçoamento contínuo de um sistema exitoso de monitoramento por câmeras, capaz de fazer reconhecimento facial, leitura de placas e rastrear objetos 24 horas por dia. 

Os resultados surpreendem e os números impressionam. Com cerca de 1.200 câmeras inteligentes espalhadas pela cidade, ele é um dos responsáveis pela derrubada acentuada dos principais indicadores criminais --temos os menores índices dos últimos 20 anos.

Na semana passada, 3 pessoas foram detidas em 8 horas por reconhecimento facial. Nosso sistema está conectado à base de dados do Córtex (nacional) e do Detecta (estadual) com acesso a todos os registros policiais.

Ajudamos pessoas a recuperar bens como motos e carros furtados ou roubados, em alguns casos em menos de 10 minutos após o crime. Muitas vezes, o veículo sequer tinha seguro, o que seria uma grande perda para a família.

Foi assim com a dona Iolanda Maria Pereira, que nos contagiou ao reagir como uma criança quando recebeu a notícia, por guardas municipais, que o carro dela que fora furtado tinha sido localizado.

São histórias que recheiam os registros do CSI. Em 2 anos, foram recuperados mais de 380 veículos, presos mais de 660 pessoas --168 procurados pela Justiça de todo o país que circularam em São José. São mais de 1.500 ocorrências.

O CSI também selou de vez o Programa São José Unida, pelo qual todas as forças de segurança atuam integradas pela excelência no combate ao crime. O São José Unida, criado pela Prefeitura em 2017, é também um paradigma para o Brasil.

Hoje, todas as forças de segurança da cidade têm minicentrais cedidas pela Prefeitura, onde é possível acessar informações geradas pelo CSI. O ganho em agilidade nas operações é extraordinário.

O CSI se consolidou como a mais completa ferramenta tecnológica de segurança. É preciso ressaltar que neste case de sucesso, a dedicação de profissionais habilidosos e treinados é fundamental. Na cidade com olhos voltados para o futuro, a inteligência tecnológica vem sendo cada vez mais usada para servir as pessoas.


Anderson Farias (PSD) é prefeito de São José dos Campos. Formado em Gestão Publica, foi vice-prefeito com o prefeito Felicio Ramuth para o mandato de 2021 a 2024, que no começo deste ano assumiu como vice-governador de São Paulo. Anderson assumiu a Prefeitura em abril de 2022

São José dos Campos é uma cidade que tem os olhos voltados para o futuro. No âmbito da segurança pública é assim, quebramos paradigmas e estamos trabalhando na prevenção e no combate ao crime com uso de ferramentas high tech de maneira pioneira no país.

Hoje podemos nos orgulhar de sermos a primeira cidade do Brasil a usar óculos de inteligência artificial pela Guarda Civil Municipal, uma ferramenta que estamos disponibilizando também para as forças de segurança da cidade.

É tecnologia que agrega mais serviços ao nosso projeto de segurança, compatível com cidades do primeiro mundo e incrementado com a criação do CSI, o Centro de Segurança e Inteligência.

Completando 2 anos no dia 6 de abril, o CSI avança no aperfeiçoamento contínuo de um sistema exitoso de monitoramento por câmeras, capaz de fazer reconhecimento facial, leitura de placas e rastrear objetos 24 horas por dia. 

Os resultados surpreendem e os números impressionam. Com cerca de 1.200 câmeras inteligentes espalhadas pela cidade, ele é um dos responsáveis pela derrubada acentuada dos principais indicadores criminais --temos os menores índices dos últimos 20 anos.

Na semana passada, 3 pessoas foram detidas em 8 horas por reconhecimento facial. Nosso sistema está conectado à base de dados do Córtex (nacional) e do Detecta (estadual) com acesso a todos os registros policiais.

Ajudamos pessoas a recuperar bens como motos e carros furtados ou roubados, em alguns casos em menos de 10 minutos após o crime. Muitas vezes, o veículo sequer tinha seguro, o que seria uma grande perda para a família.

Foi assim com a dona Iolanda Maria Pereira, que nos contagiou ao reagir como uma criança quando recebeu a notícia, por guardas municipais, que o carro dela que fora furtado tinha sido localizado.

São histórias que recheiam os registros do CSI. Em 2 anos, foram recuperados mais de 380 veículos, presos mais de 660 pessoas --168 procurados pela Justiça de todo o país que circularam em São José. São mais de 1.500 ocorrências.

O CSI também selou de vez o Programa São José Unida, pelo qual todas as forças de segurança atuam integradas pela excelência no combate ao crime. O São José Unida, criado pela Prefeitura em 2017, é também um paradigma para o Brasil.

Hoje, todas as forças de segurança da cidade têm minicentrais cedidas pela Prefeitura, onde é possível acessar informações geradas pelo CSI. O ganho em agilidade nas operações é extraordinário.

O CSI se consolidou como a mais completa ferramenta tecnológica de segurança. É preciso ressaltar que neste case de sucesso, a dedicação de profissionais habilidosos e treinados é fundamental. Na cidade com olhos voltados para o futuro, a inteligência tecnológica vem sendo cada vez mais usada para servir as pessoas.


Anderson Farias (PSD) é prefeito de São José dos Campos. Formado em Gestão Publica, foi vice-prefeito com o prefeito Felicio Ramuth para o mandato de 2021 a 2024, que no começo deste ano assumiu como vice-governador de São Paulo. Anderson assumiu a Prefeitura em abril de 2022

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do SAMPI

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.