POLÍCIA

Examinador é suspeito de cobrar propina em exame de trânsito

Um boletim de ocorrência foi registrado para apurar eventual crime de corrupção passiva; Detran suspendeu cautelarmente o funcionário

Por Lilian Grasiela | 3 dias atrás | Tempo de leitura: 2 min
da Redação

Imagem ilustrativa

A aluna comunicou o fato ao presidente da banca examinadora, que a orientou a registrar um BO
A aluna comunicou o fato ao presidente da banca examinadora, que a orientou a registrar um BO

Botucatu - Uma jovem de 18 anos, que realizou o exame prático nesta quinta-feira (16), em Botucatu (100 quilômetros de Bauru), com objetivo de tirar Carteira Nacional de Habilitação (CNH), procurou a Polícia Civil para denunciar o examinador por suposta cobrança de propina. Um boletim de ocorrência (BO) foi registrado para apurar eventual crime de corrupção passiva. Além disso, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) suspendeu cautelarmente o funcionário para apurar os fatos.

Segundo o registro policial, a aluna alega que o examinador passou a apressá-la quando ela se preparava para dar partida no veículo. No trajeto, de acordo com a versão da jovem, ele teria afirmado que ela iria reprovar e perguntado, em seguida, se precisava de ajuda, dizendo que poderia fazer isso por ela por R$ 300,00.

A vítima alega que desconversou e o examinador acabou baixando a oferta para R$ 200,00, oferecendo como opção ficar com o celular dela. Segundo a jovem, diante da falta de interesse dela na proposta, ele teria falado que o tempo estava acabando e ordenado a ela que estacionasse o veículo e puxasse o freio de mão. A aluna cumpriu a ordem e comunicou o fato ao presidente da banca examinadora, que a orientou a registrar o BO.

Em nota, o Detran informou que a denúncia sobre a conduta do examinador foi analisada pela auditoria do órgão de trânsito e encaminhada ao Setor de Agentes Delegados e Regulados para providências administrativas. "Em consequência disso, o Detran-SP suspendeu cautelarmente o examinador e iniciou procedimento de apuração cuja penalidade pode resultar na cassação do registro de credenciamento do denunciado", explicou.

"Importante ressaltar que o Detran-SP segue atuante no combate às irregularidades por meio das ações de fiscalização, cabendo ao departamento de trânsito aplicar medidas administrativas relativas a irregularidades praticadas tanto por servidores como por "agentes delegados ou regulados" - empresas e profissionais atuantes no setor, como desmontes, autoescolas, despachantes, estampadoras de placas".

De acordo com o órgão, condutas irregulares ou indícios de corrupção nos serviços regulados pelo Detran-SP podem ser formalizada através da Ouvidoria do Detran-SP (acessar o Portal do Detran-SP, selecionar a seção "Ouvidoria" e clicar na opção "Denúncia"). O link para registrar a solicitação é www.ouvidoria.sp.gov.br/Portal/Default.aspx .

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.