PARTIDO

São José: após 10 anos, Lino deixa presidência do PL; Cury assume

Segundo apuração da reportagem, havia descontentamento com a atuação de Lino na Câmara, com votos a favor do governo, e também na condução do partido; o vereador e Cury negam

Por Julio Codazzi | 11/06/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Divulgação

Lino Bispo, à esquerda, observa discurso de Eduardo Cury
Lino Bispo, à esquerda, observa discurso de Eduardo Cury

Após 10 anos, o PL de São José dos Campos, partido cujo pré-candidato lidera as pesquisas de intenção de voto para a Prefeitura, tem um novo presidente municipal.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

O vereador Lino Bispo, que comandava a legenda desde 2014, passou a ser o vice-presidente da sigla. Já a presidência passou a ser exercida pelo ex-prefeito e ex-deputado federal Eduardo Cury, que é o pré-candidato do partido ao Paço Municipal.

Cury, que se filiou ao PL no dia 4 de abril, já ocupava o cargo de secretário do diretório municipal desde 7 de maio. No dia 6 de junho, o ex-prefeito foi promovido a presidente, e Lino foi rebaixado para vice-presidente.

BASTIDORES.

Segundo apuração da reportagem, dois fatores levaram à troca no comando do diretório municipal do PL.

Um deles foi que Lino Bispo teria cometido falhas administrativas na eleição de 2020, quando o partido lançou Coronel Eliane Nikoluk para a disputa pela Prefeitura. Havia temor de que esses erros se repetissem esse ano - o presidente da legenda é responsável, entre outras coisas, pela distribuição dos recursos do fundo eleitoral.

Também pesou a favor da mudança o fato de que, embora o PL tenha decidido lançar Cury à Prefeitura, Lino ainda integra a base aliada ao prefeito Anderson Farias (PSD), que tentará a reeleição - inclusive, na Câmara, o vereador ainda tem votado de acordo com os interesses do governo.

VERSÕES.

Procurados pela reportagem nessa terça-feira (11), Cury e Lino negaram que a troca tenha sido motivada por um suposto descontentamento com a atuação do antigo presidente.

Segundo Cury, a mudança ocorreu "só para facilitar a gestão" do partido e para "o Lino priorizar a sua candidatura a vereador".

Já Lino afirmou que a troca foi feita após conversas internas e que não recebeu nenhuma crítica sobre sua atuação. O vereador ainda defendeu seu posicionamento na Câmara. "Tenho compromisso com o governo em votar projetos que sejam bons para a cidade".

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.