PERRENGUE

Navio 'preso' na Europa com joseenses é liberado após confusão com bolivianos

O MSC Armonia seguirá com o restante dos 1,5 mil passageiros, e continuará sua viagem até Veneza

Por Leandro Vaz | 04/04/2024 | Tempo de leitura: 1 min
São José dos Campos
Da redação

Divulgação

O drama de 1,5 mil passageiros em um cruzeiro da MSC, atracado em Barcelona, teve um desfecho na manhã desta quinta-feira (4). As autoridades espanholas decidiram liberar o navio.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

Após dois dias com a embarcação retida no terminal de Barcelona, os 69 bolivianos teriam desembarcado na manhã desta quinta, e seriam submetidos a um processo administrativo para sua deportação para a Bolívia, às custas da empresa. O MSC Armonia seguirá com o restante dos 1,5 mil passageiros, e continuará sua viagem até Veneza. As informações foram divulgadas pelo jornal El País.

A notícia do navio retido com os joseenses Katia e Walter Pastorello foi divulgada com exclusividade pelo OVALE. Durante a manhã de hoje, Walter contou que os bolivianos não foram retirados do navio. "Saímos agora de Barcelona e estamos indo para Messina e posteriormente para Veneza. Cancelaram as paradas em Corfu e Dubrovnik. Os hóspedes bolivianos continuam no navio em uma área restrita no oitavo andar, separados dos demais hóspedes. Creio que as paradas somente em território italiano foram condição para liberar o navio uma vez que, apesar de ter bandeira panamenha, a MSC é de controle italiano e remeteram a estes o translado dos irregulares a Bolívia", disse.

A MSC foi procurada para comentar a divergência das informações, mas não respondeu ao e-mail enviado.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.