VEJA VÍDEO

VÍDEO: ‘Não tem cabimento’, diz casal de São José ‘preso’ em navio na Espanha

Walter e Katia, que moram no bairro Urbanova, estão retidos em um navio transatlântico no porto de Barcelona

Por Da redação | 04/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Reprodução

MSC Armonia no porto de Barcelona
MSC Armonia no porto de Barcelona

Depois da perplexidade, a indignação.

O casal de advogados Katia e Walter Pastorello, de São José dos Campos, está retido em um navio transatlântico no porto de Barcelona, na Espanha, desde a última terça-feira (2). A situação inusitada ameaça transformar em pesadelo a viagem de férias do casal, que mora em Urbanova, na região oeste de São José.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

“Não tem cabimento ficarmos presos aqui”, disse Walter. “Estamos retidos sem saber qual a previsão da viagem. O itinerário, não sabemos mais, não temos qualquer informação e estamos presos. O navio continua no porto de Barcelona”, afirmou Katia, em vídeo gravado na quarta-feira (3).

O navio foi retido no porto de Barcelona em razão da presença de um grupo de 69 bolivianos que está a bordo sem vistos. A história foi revelada pelo jornal El País, um dos maiores e mais influentes da Espanha.

De acordo com a publicação, o grupo estaria viajando com vistos falsos. As irregularidades na documentação dos passageiros, entre eles 14 menores de idade, foram descobertas durante a viagem, informou a reportagem do El País.

Com isso, as autoridades espanholas retiveram o navio MSC Armonia em Barcelona, com 1.500 passageiros a bordo. O cruzeiro começou em Santos, no dia 17 de março, e passou pelo Rio de Janeiro, Maceió e cruzou o oceano chegando à Europa, em 28 de março, nas Ilhas Canárias. Depois passou por outros portos europeus até atracar em Barcelona, na terça-feira (2).

A rota do Armonia previa passar ainda por Ajaccio (França), Civitavecchia (Itália), Messina (Itália), Corfú (Grécia), Dubrovnik (Croácia) e terminaria a viagem em Venezza (Itália). Não se sabe se todo o itinerário será mantido após a confusão na Espanha.

Segundo o El País, as autoridades espanholas devem deportar para a Bolívia os passageiros sem visto. Eles seriam retirados do navio na manhã desta quinta-feira (4). A previsão é que a embarcação volte a navegar em seguida.

“O MSC Armonia zarpará com o restante dos 1.500 passageiros a partir do meio-dia [horário espanhol] e continuará sua rota, conforme acordo firmado entre as partes envolvidas”, informou o El País.

Ainda segundo o periódico, os agentes espanhóis montaram um escritório no terminal para realizar os trâmites de imigração, que “serão realizados com urgência para que tenham a resolução o mais rapidamente possível”. Funcionários do Consulado da Bolívia e advogados especialistas em imigração estão presentes para auxiliar os viajantes.

A informação é que os bolivianos tenham sido vítimas de fraude por parte de uma agência de viagens que lhes vendeu uma oferta que incluía o cruzeiro e um visto válido para a Europa.

Leia mais:

Casal do Urbanova, em São José, vive drama em navio ‘preso’ na Espanha

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.