IDEIAS&

São José tem exército contra a dengue

Em artigo exclusivo a OVALE, o prefeito de São José dos Campos fala do combate à dengue

Por Anderson Farias, prefeito de São José dos Campos | 03/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Divulgação/PMSJC

O prefeito de São José dos Campos, Anderson Farias (PSD)
O prefeito de São José dos Campos, Anderson Farias (PSD)

O aumento exponencial dos casos de dengue em todo o país tem sido uma preocupação para os gestores públicos. Reforçar o trabalho de prevenção junto à população e garantir atendimento adequado às pessoas é um desafio que exige planejamento estratégico e ações focadas.

Esse é o nosso norte. No último dia 25, a Prefeitura de São José dos Campos decretou estado de emergência e alerta epidemiológico contra a dengue, seguindo orientação do governo do Estado, que já havia decretado emergência em 5 de março e orientado as prefeituras sobre essa possibilidade quando necessário.

O decreto é recente mas as ofensivas contra a dengue começaram há muito mais tempo e se intensificaram com o aumento de casos.  No início de março, instituímos o Comitê de Enfrentamento às Emergências de Arboviroses para coordenar as ações de prevenção e combate ao Aedes aegypti.

Manter essa ofensiva é nossa obrigação, proteger e cuidar da população é um compromisso. Estamos combatendo a dengue com trabalho duro, seja nas linhas de frente na identificação de criadouros, seja no atendimento da rede pública de Saúde.

Estão em funcionamento dois Centros de Referência da Dengue, exclusivo para pacientes com sintomas, no Hospital Municipal e no Hospital de Clínicas Sul, com fluxos específicos definidos com o objetivo de otimizar o tempo de espera e de tratamento dos pacientes.

Apesar da alta demanda, os Centros de Referência da Dengue têm conseguido reduzir esse tempo para cerca de uma hora e meia, entre a triagem, exames, hidratação e atendimento médico. 

O que mais precisa ser feito?

Agora precisamos ainda mais da participação da população na vigilância contra o mosquito. Pedimos que as pessoas se empenhem no dever de casa com afinco, fiscalizando todos os pontos com risco de criadouros dentro de suas casas e conversando com os vizinhos sobre essa vigilância, que deve nos unir como soldados de um exército que precisa vencer uma guerra.

Intensificamos a Operação Casa Limpa, recolhendo materiais que podem ser focos do mosquito, aumentamos as visitas a residências, casa a casa,  ampliamos as ações de orientação em praças e escolas e estamos com o fumacê a todo vapor.

São José realiza quatro Análises de Densidade Larvária por ano. A cada trimestre é feita uma pesquisa fundamental para acompanhar os níveis de infestação identificando as áreas prioritárias para ações contra o mosquito.

Essa é uma cruzada de toda a cidade, de uma legião de pessoas que batem à porta da sua casa para ajudar a proteger sua família, de campanhas reforçando as medidas de prevenção ao Aedes aegypti, compromisso que cada deve assumir pelo bem estar de todos. 

A população pode contar com a Prefeitura e a Prefeitura conta com as pessoas nessa guerra que precisa acabar o quanto antes.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do SAMPI

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.