IDENTIFICADO

Homem morto em atropelamento no Leporace ficou desaparecido por 7 dias

Vítima de acidente na avenida Abrahão Brickmann foi identificada como Neilson Antônio Gomes, de 52 anos.

Por Igor Araújo | 26/02/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Reprodução

Neilson Antônio Gomes tinha 52 anos
Neilson Antônio Gomes tinha 52 anos

Neilson Antônio Gomes, de 52 anos, morador do Parque Vicente Leporace, na região Norte de Franca, foi identificado como a vítima do trágico atropelamento ocorrido na avenida Abrahão Brickmann, na noite desta segunda-feira, 26.

Neilson ficou desaparecido por sete dias entre e foi encontrado na última quinta-feira, 22, após buscas feitas por sua família. Ele foi avistado andando pelas ruas da área central, nas proximidades do terminal de ônibus "Ayrton Senna".

Segundo a família, Neilson morava sozinho nos predinhos do Leporace, e fazia uso de bebida alcoólica e remédios fortes.

Leia mais:
Localizado: família encontra morador que estava desaparecido no Centro de Franca

Homem morre atropelado no Parque Vicente Leporace em Franca

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

3 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Geraldo Gomes
    27/02/2024
    ...\"morreu na contramão atrapalhando o trafego\"....por esse pão pra comer, por esse chão pra dormir....por lhes deixa respirar, por lhes deixar existir.....pela cachaça desgraça que a gente tem que engolir......Deus lhe pague....
  • Dirceu
    27/02/2024
    Oswaldo Cintra, cadê os esquerdistas, lulistas, etc, que não viram o rapaz desaparecido então??? Na moral, cala a boca... se não tem nada inteligente pra dizer, cale-se. Não tem nada a ver com política... se passa uma pessoa do seu lado, vc não sabe nada dela e pronto.
  • Oswaldo Cintra
    27/02/2024
    São pessoas assim, escanteados pela sociedade, que as pessoas de bem, cristãs, patriotas, evangélicas, conservadores, direitistas e de bons costumes passam ao lado e nem veem. Só agora que eles atrapalham o trânsito atropeladas é que alguém vem dizer: tadinho, eu conhecia ele.