JUSTIÇA

'Foi execução': Amigos e familiares pedem justiça por Tiago, morto por PM no Vale

Segundo eles, Tiago estava apanhando de um policial e revidou a agressão, quando foi atingido por um disparo de um segundo agente; a versão dada pela polícia é diferente

Por Da redação | 12/02/2024 | Tempo de leitura: 3 min
Paraibuna

Divulgação

 Tiago Henrique de Oliveira Batan foi atingido na região do tórax, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.
Tiago Henrique de Oliveira Batan foi atingido na região do tórax, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Os amigos e familiares de Tiago Henrique de Oliveira Batan pedem por justiça após o rapaz ser morto por um policial militar durante a noite de domingo (11). Tiago foi atingido na região do tórax, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região! Acesse: https://whatsapp.com/channel/0029VaDQJAL4tRs1UpjkOI1l

De acordo com a informação divulgada pela polícia, os agentes foram acionados para atender uma briga que acontecia durante o Carnaval no centro da cidade, quando um dos policiais foi agredido por Tiago e, ainda segundo eles, para se defender o agente atirou contra o rapaz.

De acordo com os amigos e familiares de Tiago, a situação não é bem essa. Segundo eles, Tiago estava apanhando de um policial e revidou a agressão, quando foi atingido por um disparo de um segundo agente. Ainda segundo os amigos, ele não estaria envolvido na confusão que originou a ação policial.

“Para quem ligar quando o assassino é a polícia? Eu estava lá e nada disso é verdade. Ele apanhou de um policial, revidou sim, mas outro policial sem tentar nenhuma abordagem de imobilização atirou. Não foi legítima defesa, foi execução!”, disse uma mulher nas redes sociais

Segundo os amigos e conhecidos, Tiago era um rapaz trabalhador e gentil.

“Cresci com o Tiago no cruzeiro, sempre foi um cara de respeito, alegre e sempre fazia de tudo para a família dele, um menino que amava teus sobrinhos e ajudava a irmã dele com tudo ! Levantava cedo aos domingos para ajudar na feira, nunca negou em fazer nada que pedia para ele, aí por causa de uma rixa besta perde sua vida! Sabemos que não vão nem querer saber o que aconteceu porque o que vale mais é o dinheiro, pois no vídeo mesmo mostra ele estava tentando respirar e os PM tratando ele que nem bosta no chão.  Se alguém ali tivesse coração teria ajudado, ele tentou levantar a cabeça para ver se respirava e os PMs passando por cima do braço dele, me dá nojo de pessoas assim. A justiça da terra é falha, mas a de Deus não”, comentou outra mulher.

“Rapaz trabalhador foi assassinado no carnaval de Paraibuna.Ele sempre estava trabalhando na feira e chamava eu de xará. Se foi erro do policial militar tem que ir preso e expulso da polícia militar. A polícia militar precisa de pessoas do bem e não do mal”, disse um amigo.

"Você não merecia isso meu amigo", lamentou um outro homem.

INVESTIGAÇÃO.

A Polícia Militar informou que instaurou um Inquérito para apurar todas as circunstâncias, ouvir as testemunhas, colher provas e apurar, dentro do devido processo legal e a conduta dos policiais.

Em nota, a prefeitura da cidade disse que também irá contribuir com as investigações. “A Prefeitura de Paraibuna lamenta o ocorrido com o cidadão Tiago e se solidariza com seus familiares e amigos. O Governo Municipal esclarece que irá colaborar com as investigações, fornecendo as imagens de segurança e inteligência do município. Por força de liminar da Justiça, o Carnaval na cidade terá que continuar”, disse a nota.

O caso foi registrado como morte em decorrência de intervenção policial na delegacia de Paraibuna.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.