JUNDIAÍ

Presidente da Câmara pede para Guarda retirar munícipe da sessão

O pedido ocorreu durante uma fala do vereador Rogério Ricardo, quando alguns moradores, da plateia, faziam críticas e impediam a continuidade da fala do parlamentar

Por Redação | 05/12/2023 | Tempo de leitura: < 1 min
Prefeitura de Jundiaí

Durante a sessão da Câmara de Jundiaí desta terça-feira (05), o presidente do Legislativo, Antonio Carlos Albino, pediu para a Guarda Municipal retirar um munícipe que protestava entre o público.

O pedido ocorreu durante uma fala do vereador Rogério Ricardo, quando alguns moradores, da plateia, faziam críticas e impediam a continuidade da fala do parlamentar. Nesse momento, Albino interrompeu e pediu que a Guarda retirasse o munícipe. Em seguida, a sessão foi suspensa.

Em breve, mais informações no Jornal de Jundiaí.

2 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Paulo Silva
    05/12/2023
    Que notícia mal escrita. Qual o motivo da contenda? Jornal deveria ter apurado, e não se limitar a publicar o que todos publicaram. Será que o motivo se deu em razão de os vereadores estarem votando aumento dos próprios salários? JJ nunca faria crítica à Câmara. Por que será? Parcer$a?
  • Manoela Goldoni
    05/12/2023
    Eu estava presente na Câmara, o que aconteceu foram falas muito boas na Tribuna Livre cobrando ações dos vereadores, também estavam presentes moradores de Ivoturucaia cobrando ações do Vereador Rogério, já que se diz vereador do bairro, apesar que todos os vereadores são da cidade toda. Eles tentaram justificar suas ações e enaltecer \"o que fizeram\", então a população se manifestou contra e como tinha bastante gente, os vereadores não conseguiam falar. Outra pessoa apontou que as UBS da Ponte e Vila Progeesso ficaram paradas 8 anos, sendo ocupadas por moradores de rua, usuários de drogas e acumulando mosquitos da dengue, só foram retomadas agora, por 2024 ser ano eleitoral. E a população se manifestava, quando o Presidente da casa vereador Albino mandou os guardas municipais retirarem o Cleber, rapaz negro, sendo que outras pessoas estavam gritando também. Neste momento a população se levantou e se colocou em pé próximo ao Cleber dizendo que ninguém seria retirado dali, visto que é a CASA DO POVO, então o Albino gritava dizendo que era para retirar e o povo respondia dizendo que se alguém saísse dali, ele também, todos os vereadores, deveriam ser retirados dali. A sessão foi suspensa e ninguém foi retirado do recinto. Quando a sessão foi retomada a população continuou a se manifestar, deixando os vereadores bastante incomodados. Esses foram os fatos.