Um portal afiliado à rede

Um portal afiliado à rede

07 de dezembro de 2022

ELEIÇÕES 2022

ELEIÇÕES 2022

Lula ataca Bolsonaro em Itaquera enquanto adversários debatiam no SBT em Osasco

Lula ataca Bolsonaro em Itaquera enquanto adversários debatiam no SBT em Osasco

Lula criticou as declarações de Bolsonaro de que o petista é ladrão e afirmou que, se ganhar as eleições, irá acabar com os decretos de sigilo de 100 anos do chefe do Executivo.

Lula criticou as declarações de Bolsonaro de que o petista é ladrão e afirmou que, se ganhar as eleições, irá acabar com os decretos de sigilo de 100 anos do chefe do Executivo.

Por Victoria Azevedo | 24/09/2022 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Por Victoria Azevedo
da Folhapress

24/09/2022 - Tempo de leitura: 1 min

Ricardo Stuckert/PT

Lula, com Alckmin, Márcio França e Fernando Haddad em Itaquera, neste sábado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL), seu principal adversário na corrida eleitoral, em comício na tarde deste sábado, 24, em Itaquera.

No mesmo momento, a 51 km de onde Lula discursava, os seus adversários nas eleições participavam de debate presidencial no SBT. Na sexta, 23, o ex-presidente confirmou sua ausência no evento e alegou dificuldades de agenda e necessidade de preparação.

Em sua fala, Lula criticou as declarações de Bolsonaro de que o petista é ladrão e afirmou que, se ganhar as eleições, irá acabar com os decretos de sigilo de 100 anos do chefe do Executivo.

"Todo dia ele fala 'eu não sou ladrão'. Ele vai ver se é ladrão ou não quando eu tomar posse e acabar com esse sigilo. Qualquer coisinha ele faz um decreto de sigilo de 100 anos. Vou acabar no primeiro dia com isso, para [a gente] ver o que está escondido. Ah, Bolsonaro, decreta sigilo para a fome desse povo, decreta sigilo para o desemprego desse povo", disse.

No debate presidencial deste sábado, Bolsonaro voltou a atacar Lula e afirmou que fala "alguns palavrões, mas não sou ladrão".

No comício, o ex-presidente disse ainda que Bolsonaro precisa "lavar a boca" ao falar do PT e citou o caso da compra de imóveis em dinheiro vivo pela família do presidente.

"Eu não fico fazendo acusação falsa, mas quando ele fala mal do PT ele tem que mostrar antes onde ele arrumou dinheiro para comprar 51 imóveis a vista. Para falar de nós lave a boca."

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o presidente Jair Bolsonaro (PL), seu principal adversário na corrida eleitoral, em comício na tarde deste sábado, 24, em Itaquera.

No mesmo momento, a 51 km de onde Lula discursava, os seus adversários nas eleições participavam de debate presidencial no SBT. Na sexta, 23, o ex-presidente confirmou sua ausência no evento e alegou dificuldades de agenda e necessidade de preparação.

Em sua fala, Lula criticou as declarações de Bolsonaro de que o petista é ladrão e afirmou que, se ganhar as eleições, irá acabar com os decretos de sigilo de 100 anos do chefe do Executivo.

"Todo dia ele fala 'eu não sou ladrão'. Ele vai ver se é ladrão ou não quando eu tomar posse e acabar com esse sigilo. Qualquer coisinha ele faz um decreto de sigilo de 100 anos. Vou acabar no primeiro dia com isso, para [a gente] ver o que está escondido. Ah, Bolsonaro, decreta sigilo para a fome desse povo, decreta sigilo para o desemprego desse povo", disse.

No debate presidencial deste sábado, Bolsonaro voltou a atacar Lula e afirmou que fala "alguns palavrões, mas não sou ladrão".

No comício, o ex-presidente disse ainda que Bolsonaro precisa "lavar a boca" ao falar do PT e citou o caso da compra de imóveis em dinheiro vivo pela família do presidente.

"Eu não fico fazendo acusação falsa, mas quando ele fala mal do PT ele tem que mostrar antes onde ele arrumou dinheiro para comprar 51 imóveis a vista. Para falar de nós lave a boca."

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.