TRÁFICO DE DROGAS

Gravações mostram drive-thru do tráfico em São José; ASSISTA

Filmagens mostram traficantes atendendo clientes na rua, na região sudeste de São José; um adolescente foi apreendido e dois adultos foram presos

Por Da redação | 24/05/2024 | Tempo de leitura: 3 min
São José dos Campos

reprodução

Atendimento a cliente em drive-thru do tráfico
Atendimento a cliente em drive-thru do tráfico

O carro estaciona ao lado da calçada. Há três homens sentados mais à frente, com uma moto parada. Um adolescente de 17 anos sai de dentro de uma casa e entrega um pacote para o motorista do carro. O garoto olha para os dois lados da rua. Está atento a qualquer movimento suspeito.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

O motorista sai e, na sequência, um motociclista chega e para no lugar onde estivera o carro. Ele tem mochila nas costas e celular na mão. Desce do veículo e conversa com o adolescente. Parece usar o celular para fazer uma espécie de pagamento, talvez por pix.

As cenas foram filmadas por policiais civis da Diju (Delegacia da Infância e Juventude) de São José em investigação sobre tráfico de drogas perto da uma escola estadual, no Jardim São Judas Tadeu, na região sudeste da cidade.

Ali funciona um drive-thru do tráfico. Carros e motos chegam a todo instante e são atendidos por traficantes, alguns deles adolescentes. Os clientes saem satisfeitos com suas drogas, e os vendedores com o pagamento pela encomenda. Próximo!

Em outro vídeo, um carro é atendido por um adolescente. A droga está escondida dentro do bueiro da rua, numa sacola plástica. O jovem a pega e mostra para o motorista. Outro comprador chega a pé, fumando um cigarro, de óculos escuros e com o boné virado ao contrário. Ele compra, confere a mercadoria e vai embora. O adolescente volta e conclui a venda para o motorista do carro. Tudo à luz do dia.

Após as filmagens, nesta quarta-feira (22), os policiais da Diju deflagraram a operação “Ponta a Ponta” para “combate à violência e ao tráfico de drogas próximo às escolas”, com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal). Um adolescente de 17 anos foi apreendido e dois adultos foram presos por tráfico de drogas.

As investigações começaram em 7 de maio deste ano, após relatos de brigas na escola estadual professora Edera Irene Pereira de Oliveira Cardoso, no Jardim São Judas Tadeu. O caso foi revelado por OVALE.

A Diju identificou os adolescentes que brigaram e todos foram intimados e prestaram esclarecimentos sobre a violência. O procedimento foi ajuizado para apuração junto à Vara da Infância e Juventude.

No decorrer da investigação, segundo os policiais, funcionários da escola, alunos, pais de alunos e moradores do bairro relataram que adolescentes infratores que atuam no tráfico de drogas próximo à escola estariam contribuindo com a violência e a insegurança no local.

A Diju intensificou as diligências e identificou os traficantes. Com o apoio da GCM, foram abordados dois homens, de 20 e 22 anos, e um adolescente de 17 anos, flagrados em posse de entorpecentes e dinheiro.

Os policiais apreenderam 15 invólucros de crack, nove pinos de cocaína, seis buchas de maconha e R$ 150 em dinheiro. Os adultos foram presos e levados para a cadeia de Caçapava. O adolescente foi apreendido.

“Eles recrutam adolescentes porque sabem que, se o garoto for pego, ele não cumpre pena como um adulto. É uma questão complexa e que leva jovens para a criminalidade”, disse um policial.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • ailon augusto silverio
    24/05/2024
    dimenor e vulneraveis..