SEM MÉDICO

VÍDEO: menino aguarda consulta com neuro desde outubro; fila é de 1.517 crianças

A Prefeitura de Piracicaba confirma que não há neuropediatra na rede

Por Da Redação | 19/02/2024 | Tempo de leitura: 2 min

Will Baldine/JP

Bruna de Souza Lemos Oliveira é mãe da criança: indignação
Bruna de Souza Lemos Oliveira é mãe da criança: indignação

Um menino de 11 anos aguarda desde outubro do ano passado consulta com neuropediatra na rede pública municipal. A suspeita de um clínico geral da USF (Unidade Saúde da Família) do bairro Campestre, que pediu o encaminhamento, é de que a criança tenha TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hipertatividade). O diagnóstico preciso é fundamental para dar início ao tratamento.

A dona de casa Bruna de Souza Lemos Oliveira, mãe do menino que precisa da consulta, explica que diagnóstico e medicação são necessários para que o filho consiga acompanhar os estudos na sexta série. “Eu ligo no posto e toda vez eles falam que não neuropediatra na rede municipal. Até quando eu vou ficar esperando neuro para uma criança que precisa por causa da escola”, disse.

O caso não é isolado. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde há 1.517 crianças na fila de espera para essa especialidade. A Prefeitura confirma que não há neuropediatra na rede. “A Secretaria de Saúde destaca que o especialista em neurologia infantil é uma mão de obra considerada de difícil contratação na rede pública em todo o país devido à grande procura e essa dificuldade ocorre também em Piracicaba”, explica a Secretaria Municipal de Saúde.

A Pasta explica ainda que após pedido de exoneração de dois pediatras em 2021, concursos públicos foram realizadas, mas não houve interessados. “A Secretaria de Saúde realizou consecutivos concursos públicos para contratação desse especialista, porém, não houve adesão dos profissionais. Um dos principais motivos é o teto salarial da categoria na cidade que está defasado há mais de 10 anos, questão essa que já foi corrigida por esta administração municipal e que passará a valer a partir de 2025”, diz a nota enviada ao JP.

A expectativa para a solução do problema é a adesão de Piracicaba ao Consórcio Intermunicipal de Saúde, que paga mais ao profissional, para efetivar a contratação mais rápida para atendimento na rede pública municipal. “A neurologia infantil é uma das especialidades que deve receber novos profissionais nas próximas semanas. A cidade também realiza credenciamentos e chamamentos públicos para que médicos e clínicas especializadas possam prestar serviços na especialidade neuropediatria, mas ainda não houve adesão destes médicos”, informou.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Siga o Canal do JP no WhatsApp para mais conteúdo.

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Cristiane Pereira Pessoa
    19/02/2024
    Essa saúde tá uma vergonha, minha filha tem mais de 1 ano aguardando um exame de otorrino pra confirmar a necessidade de uma cirurgia de adenóide e amídalas que já sei que precisa pois paguei consulta particular mas infelizmente não posso arcar com a operação quando fui ao SUS tive que começar o processo todo novamente. Daqui que venha chegar a vez dela de operar só oro para que Deus guarde minha filha até lá.