ESTRADAS

Rodovia dos Tamoios terá pedágio free flow a partir de novembro

O sistema será implantado e substituição à praça de pedágio prevista para ser implantada no Contorno de Caraguatatuba, permitindo pagar a tarifa sem parar

Por Da redação | 20/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Divulgação: Concessionária Tamoios

Rodovia dos Tamoios
Rodovia dos Tamoios

A Rodovia dos Tamoios vai implantar o Sistema Automático Livre (free flow) em substituição à praça de pedágio prevista para ser implantada no Contorno de Caraguatatuba. Serão instalados pórticos que possibilitem a cobrança de tarifa de pedágio em livre passagem, no valor inicial previsto de R$ 4,80.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

O início de operação está previsto para 17 de novembro de 2024, data da conclusão de implantação dos Contornos de Caraguatatuba e São Sebastião.

A medida será viabilizada pelo Termo Aditivo e Modificativo no contrato de concessão da Rodovia dos Tamoios, assinado pelo Governo do Estado de São Paulo e pela Concessionária Tamoios na semana passada.

FREE FLOW

O sistema permite que motoristas trafeguem sem a necessidade de parar em praças físicas de pedágio.

Composto por "pórticos", com câmeras e sensores capazes de identificar o veículo por uma tag de cobrança ou pela placa, a tecnologia permite a cobrança justa da tarifa de acordo com o trecho rodado, de forma mais fácil, rápida e segura.

O free flow traz uma série de benefícios: maior conveniência para os motoristas, melhoria na fluidez do trânsito, eficiência na coleta de tarifas, além da redução dos custos operacionais.

A concessionária assumiu a operação e manutenção da rodovia em abril de 2015, na estrada que interliga São José dos Campos a Caraguatatuba, com objetivo de aprimorar e modernizar o caminho para o Litoral Norte.

INVESTIMENTO

O valor total investido ao longo da concessão será de R$ 7,6 bilhões, sendo R$ 6,2 bilhões de aporte público e R$ 1,4 bilhão custeado pela concessionária. A fiscalização é realizada pela Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo).

As rodovias que contemplam a cobrança da tarifa de pedágio por meio do Sistema Automático Livre (free flow) devem prever a implantação de sinalização vertical e horizontal de forma a garantir a informação prévia ao usuário de que o trecho é dotado de pórticos de cobrança automática, conforme diretrizes estabelecidas pela Artesp.

As placas de sinalização vertical de indicação e demais componentes de sinalização utilizados devem respeitar os manuais e normas vigentes de sinalização viária.

As seguintes informações devem ser apresentadas, no mínimo, ao usuário de maneira agrupada ou em placas distintas, sendo observadas as melhores técnicas de engenharia viária, garantindo a sua correta visualização:

Utilização do Sistema Automático Livre na via:

Valores de tarifa de pedágio.

Procedimentos para veículos isentos e outras situações especiais.

Configuração de infração de trânsito no caso de não pagamento da tarifa de pedágio.

Local, contato telefônico ou sítio eletrônico onde o usuário possa obter mais informações.

Opções de pagamento automático aceitos pela gestão da via para o pagamento da tarifa.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • ailon augusto silverio
    21/05/2024
    são tão cara de pau..que chamam isto de beneficio..e igual aquela que não se pode pronunciar..gosta de levar tapa na cara...e o caça niquel dos 80 km por hora????..vai ate quando????