EDUCAÇÃO

Creches: Taubaté fechou abril com 430 crianças na fila de espera

Isso representa uma redução de 1,8% no número de crianças fora das creches, no comparativo com março; promessas de campanha do prefeito não saíram do papel

Por Julio Codazzi | 16/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Taubaté

Divulgação/PMT

Creche da rede municipal de Taubaté
Creche da rede municipal de Taubaté

Taubaté fechou o mês de abril com 430 crianças na fila de espera por uma vaga nas creches municipais.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

O número, atualizado até o dia 30 de abril, representa uma redução de 1,8% sobre o registrado no fim de março, quando a lista tinha 438 nomes.

A maior espera é para berçário (251), seguida por maternal 1 (121) e maternal 2 (58).

CRECHES.
Na campanha eleitoral de 2020, o prefeito José Saud (PP) prometeu “zerar a fila de espera das creches, abrindo novas salas e fazendo parcerias”, e também “ampliar horário de atendimento das creches, para 18h30, para que mais famílias possam ser atendidas”. Nada disso foi feito até agora. A promessa de ampliar o horário de atendimento das creches foi descartada pela Secretaria de Educação, que apontou que a medida seria inviável financeiramente. Em novembro de 2021 a pasta anunciou que iria abrir um chamamento público para contratar vagas em creches particulares, mas em agosto de 2023 admitiu que a proposta não será levada adiante, sob a alegação de que "um estudo" mostrou que não seria "viável em função da localização da demanda reprimida".

Até agora, a única creche inaugurada no governo Saud – a do Bardan, em junho de 2021, com capacidade para 150 crianças – começou a ser construída ainda em abril de 2018, na gestão do ex-prefeito Ortiz Junior (Republicanos). A primeira creche do governo Saud, na Estiva, teve a obra iniciada maio de 2023 e custará R$ 3,85 milhões, sendo R$ 3,074 milhões do governo estadual e o restante da Prefeitura. A obra tinha previsão de entrega para março, mas está atrasada e tem novo prazo para junho desse ano. A unidade terá seis salas de aula, com estimativa para atender até 150 crianças.

O governo Saud alega que, para tentar reduzir a fila de espera, adota também medidas como "busca ativa para verificar abandono ou desistência de vagas", "readequações de espaços físicos" e "ampliações" em "prédios escolares de educação infantil" - nesse último caso, R$ 4 milhões serão investidos para construir mais 14 salas de aula e oito banheiros em quatro escolas e para adequar as dependências da Escola do Trabalho do Gurilândia para se tornar mais uma creche.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.