BASQUETE

'O basquete masculino está no DNA de São José', diz diretor, em balanço da temporada

Time da região só volta a disputar um torneio adulto no final de julho ou início de agosto, com a volta do Campeonato Paulista

Por Marcos Eduardo Carvalho | 02/05/2024 | Tempo de leitura: 3 min
São José dos Campos

Léo Lenzi/Agência NTZ

São José Basket em jogo contra o Fortaleza pelo NBB
São José Basket em jogo contra o Fortaleza pelo NBB

O São José Basket está fora do NBB (Novo Basquete Brasil) deste o último final de semana, quando perdeu os dois jogos para o Fortaleza, nas oitavas de final, e acabou o torneio em nono lugar.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

Agora, a diretoria da São José Desportivo, que comanda o basquete na cidade, vai fazer um balanço dos trabalhos nos próximos dias para definir quem fica e quem sai para a próxima temporada. Todos os jogadores e a comissão técnica, encabeçada pelo treinador Sebastián Figueredo, tinham contrato até o final do abril e já estão livres no mercado.

No entanto, nos próximos dias, a direção vai se reunir para definir ainda quem vai fazer parte do planejamento para a próxima temporada. A tendência é pela continuidade do trabalho do treinador.

Para Luís Inácio Messias, diretor do São José Basket e à frente da modalidade praticamente desde o início da equipe, em 2006, o balanço da temporada, incluindo o Campeonato Paulista, foi dos mais positivos. E ainda elogiou a atuação do time contra o Fortaleza.

“Foi um embate equilibrado. Toda a comissão técnica e atletas têm contratos até o final dessa competição, que fechou em abril e iniciou em maio. Vamos fazer um balanço de toda a temporada, nesta semana que entra. Feito isso, vamos chamar o supervisor para traçar os novos planos, esse estudo”, disse, com exclusividade a OVALE.

Próximos passos

Segundo ele, o Campeonato Paulista, próxima competição do time adulto, normalmente começa no final de julho e início de agosto e o time vai disputar. “Ainda estamos esperando o congresso técnico”, disse ele.

“O balanço geral foi bom, fizemos um ótimo Campeonato Paulista, um NBB muito parelho, com 19 clubes, muitos jogos, uma tabela maior, mais desgastante e disputados”, afirmou.

Aliás, o diretor também destacou a presença da torcida nos jogos no Linneu de Moura neste ano. “O basquete masculino está no DNA de São José dos Campos, haja visto o Linneu de Moura sempre com excelente público, quase todos os jogos lotados e, em alguns casos, com torcedores ficando para fora. Uma organização que fizemos com controle de ingresso e é muito gratificante. Nossa torcida é espetacular, sempre participa e, sem dúvida, continuará assim”, disse.

Planejamento

Agora, a expectativa é manter a mesma filosofia de gastos sem exageros para a próxima temporada. “Vamos planejar para a próxima temporada, sempre com os pés no chão, situação equilibrada entre a parte técnica, orçamentária e estrutural. Nossa estrutura é de ponta e, além de tudo isso, ainda temos a base que a gente mantém”, afirmou Messias, destacando que a São José Desportivo cuida das categorias de base desde o sub-12. “Muito importante toda essa estrutura”.

“A nossa metodologia de trabalho é sempre essa e creio que estamos no caminho certo. O grau de competitividade no basquete é muito grande hoje, com uma disputa muito acirrada. O trabalho é árduo e muito produtivo”, afirmou o dirigente.

Mas, antes dos campeonatos profissionais, em julho tem a LDB (Liga de Desenvolvimento de Basquete), um torneio nacional sub-22, onde o São José vem sempre marcando presença.

“E, falando em Paulista, antes disso, em julho, já temos a LDB, no qual vamos participar, usando bem a nossa base e dando cancha para que eles possam também estar participando do time adulto na temporada”, finalizou Messias.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.