RESPOSTA

‘Não fugi e assumirei meus atos’, diz dona do buffet Mamma Gorda

Patrícia usou as redes sociais para se manifestar sobre o ocorrido

Por Leandro Vaz | 03/04/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos
Da redação

Mamma Gorda se manifestou na rede social
Mamma Gorda se manifestou na rede social

A empresária Patrícia Helena Marton, proprietária do buffet Mamma Gorda, resolveu quebrar o silêncio em que permanecia desde a última sexta-feira (29), quando sumiu e deixou um casal em apuros no dia do casamento. Sem o buffet, o casal teve que se desdobrar e gastar mais de R$ 30 mil para contratar um novo buffet e realizar a festa, em Caraguatatuba.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

Patrícia usou as redes sociais para se manifestar sobre o ocorrido. Nesta quarta-feira (3) outros casais narraram problemas com o buffet e o caso foi parar na polícia.

“Devidos aos problemas enfrentados nestes últimos dias, onde muitas coisas aconteceram me levaram a uma situação financeira inimaginável. Foram sete anos cumprindo e realizando sonhos com excelência; entre eles, casamentos, aniversários, confraternizações.

Porém em uma tentativa de sobreviver a essa crise, trabalhamos em paralelo com outros tipos de serviços de alimentação. Nossas condições financeiras terminaram”, escreveu.

Nos últimos dias, diversos clientes procuraram Patrícia, até mesmo nos endereços disponíveis na internet e em sua casa. Informações davam conta que ela poderia ter saído do país com destino ao Paraguai. Um post de Patrícia, datado de fevereiro, foi encontrado em um grupo de aluguéis de casas no Facebook, onde ela procurava uma pensão em Assunção, no Paraguai.

“Não seria possível postergar e continuar com essa crise! Sabemos que nada justifica a decisão tomada e da maneira que foi tomada. Porém, afirmo aqui em rede social que não fugi, e que assumirei os meus atos, e não deixarei de ressarcir cada valor que nos foi contratado”, escreveu.

A empresária Kely Rosy Soares, mãe do noivo, que acabou hospitalizado na última sexta-feira, não acredita no argumento de Patrícia. “Intenção de pagar é uma coisa. Ela poderia ter falado na quinta-feira comigo, ‘quebrei, não tenho condições’, não ficar me iludindo até a quinta-feira. Ela me disse que estava preparando as coisas, fique em paz. Foi premeditado”, desabafou.

“Salientamos que muitas inverdades estão sendo colocados em redes sociais, neste momento de desespero. Mas, aos clientes que fecharam contrato com Patricia Helena Marton, pedimos que entre em contato para podermos encontrar uma solução dentro de nossas condições atuais”, terminou a nota do buffet.

Um e-mail foi divulgado para clientes entrarem em contato.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Mariah Hartog Bricks
    04/04/2024
    O e-mail divulgado pela proprietária do buffet é inexistente.