EM CASA

Mulher atacada por pastor belga tem alta, mas segue sendo monitorada em São José

Denise Martins foi mordida na barriga e sofreu traumatismo craniano; segundo o marido, caso ela piore terá que retornar para unidade de saúde

Por Redação | 07/11/2023 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Divulgação

Denise estava internada desde sábado (4), no Hospital Municipal
Denise estava internada desde sábado (4), no Hospital Municipal

A mulher que foi atacada pelo pastor belga ‘Nit’, recebeu alta médica na segunda-feira (6). Ela permanece realizando o tratamento em casa, mas segundo o marido, a qualquer momento pode voltar para unidade de saúde. Denise Martins foi atacada pelo cachorro no último sábado (4), durante uma discussão com o dono animal, que teria soltado o cachorro nas costas dela. Denise foi mordida na barriga e sofreu traumatismo craniano. 

Faça parte do canal de OVALE no WhatsApp e receba as principais notícias da região! Acesse: https://whatsapp.com/channel/0029VaDQJAL4tRs1UpjkOI1l

O marido, Manoel de Oliveira, ressalta que o momento agora é de cuidado e atenção “Ela precisa ficar de repouso e tomando os remédios para ferida cicatrizar. Apesar de estar em casa, o médico disse que caso ela comece piore precisa voltar imediatamente para o hospital”, contou, acrescentando que os profissionais descartaram a possiblidade de cirurgia

“No momento, ela não vai precisar mais realizar a cirurgia. Estamos agendados para voltar ao hospital e realizar uma revisão para saber então o que será feito”, falou Manoel.

AMEAÇAS

De acordo com Manoel de Oliveira, o casal vem sendo ameaçado pelo homem desde agosto, quando os dois abrigaram a ex-mulher do tutor do Nit. Desde então o casal já realizou três boletins de ocorrência contra o homem.

“Eu moro aqui desde 2013, ele se mudou para rua há quase dois anos. Em agosto, ele brigou com a ex-namorada e a trancou para fora de casa. Ela veio até o meu portão e pediu para dormir na nossa casa, abrigamos ela até de manhã, chamamos a polícia e realizamos um boletim de ocorrência, desde então ele começou a nos ameaçar”, disse.

Segundo Manoel uma semana antes do ataque a Denise, o homem chegou a jogar fezes no carro dela. “Ele jogou um quilo de fezes no carro dela e ficava falando que mandaria o pastor belga matar os nossos cachorros e gato”, disse.

INVESTIGADO

De acordo com a ONG Adota Pet, que acompanha o caso, o animal recebe choques regulares do tutor, o que o deixa agressivo. Em entrevista exclusiva a OVALE, a delegada do 7º Distrito Policial de São José dos Campos, Maura Braga, relatou que o dono do pastor belga ‘Nit’ foi identificado pela Polícia Civil e está sendo investigado por maus-tratos.

Receba as notícias mais relevantes de Vale Do Paraíba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.