POLÍTICA

Câmara marca sessão de cassação do último opositor em R. Corrente

Julgamento do processo contra Carlos Miranda começará às 7h30 desta quinta, 16, no plenário do Legislativo da cidade. 'Horário para ninguém ir mesmo à Câmara', diz vereador.

Por N. Fradique | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Rede Social

Carlim Miranda: ‘Eu estou apenas cumprindo meu papel’
Carlim Miranda: ‘Eu estou apenas cumprindo meu papel’

O único vereador da Câmara Municipal de Ribeirão Corrente que exerce a posição de oposição ao Poder Executivo da cidade, terá seu futuro decidido em sessão extraordinária nesta quinta-feira, 16.

O Legislativo do município, que fica a 30 km de Franca, realiza o julgamento do processo de cassação contra Carlos Miranda (PL). O vereador sofre processo por denunciar ao Ministério Público suposta prática de nepotismo na Prefeitura. A denúncia envolve o nome de Airton Montanher, ex-prefeito e marido da atual prefeita Aninha Montanher (MDB), que ocupa o cargo de Secretário Administrativo.

Segundo documento, Montanher alega sofrer calúnia e fez uma representação contra o parlamentar junto à Polícia Civil e à própria Câmara, que decidiu abrir uma Comissão Processante. O desfecho será nesta quinta-feira, com início da sessão marcado ineditamente para as 7h30.

“Fiz minha defesa e marcaram para as 7h30 da manhã, horário para ninguém ir mesmo à Câmara. Esse horário todo mundo está trabalhando. Nada democrático. Eu sou o único vereador da oposição, querem me cassar e me deixar inelegível por 8 anos”, disse Carlos Miranda, conhecido como Carlim.

Ano passado, a Câmara Municipal de Ribeirão Corrente cassou outros dois vereadores que exerciam papel de oposição ao Executivo, sendo Nelson Moraes e José Mineiro.

“Eu estou apenas cumprindo meu papel parlamentar. São os mandos e desmandos. É uma luta muito desigual”, finalizou Carlim.

Questionada em março deste ano sobre a representação recebida contra Carlos Miranda, a presidente da Câmara da cidade, Aline Carrer (PTB), disse: “Meu papel é receber o que chega à Câmara, porém, quem decide é o plenário”.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Rhioda Warz
    15/05/2024
    Vereador Carlim Miranda, apenas faça o que tem que ser feito, são se apegue ao resultado dessa perseguição, porque esse julgamento não passa de um teatro simbólico, cujo resultado já sabemos qual será. Essas pessoas corruptas e criminosas que você apontou podem escapar das leis do homem aqui no planeta Terra, porém jamais escaparão da lei do retorno, a lei maior, a espiritual. Portanto, não se apegue, talvez até isso, por pior que seja, também faça parte dos planos de Deus pra você, para que dessa forma suba alguns degraus para algo maior, coisa que talvez não aconteça se você ficar aí no meio desse ninho de cobras.