MATO ALTO

Área de terrenos na Vila Champagnat gera reclamações em Franca

Terrenos são usados como ponto de depósito irregular de lixo comum, inclusive para o descarte de animais mortos. Mato chega a 3 metros de altura.

Por Hevertom Talles | 4 dias atrás | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Hevertom Talles/GCN

Mato invade via e atrapalha circulação de pedestres por falta de calçada
Mato invade via e atrapalha circulação de pedestres por falta de calçada

Uma área de terrenos um ao lado do outro, que ocupam uma esquina na Vila Champagnat, na região Central de Franca, é motivo de reclamação por conta da situação de abandono. Os lotes ficam no cruzamento da rua Valdomiro de Andrade com a Capitão Zeca de Paulo.

Próximo do local, reside o aposentado Ronaldo Franchini, de 75 anos. Ele mora em um edifício em frente aos terrenos. Ronaldo relata que nem se lembra quando foi a última vez que o local recebeu limpeza. Segundo ele, a situação encontrada pela equipe de reportagem na tarde desta terça-feira, 14, persiste há um bom tempo.

Além do mato alto, os terrenos são usados como ponto de depósito irregular de lixo comum, inclusive para o descarte de animais mortos. O mato alto chega em alguns pontos a mais de três metros de altura.

“Também tem a questão da dengue”, comenta Ronaldo, que pede que algo seja feito no local para evitar possíveis pontos de criadouros do mosquito Aedes aegypti. O aposentado afirma não saber quem é o dono do local.

Outro ponto observado é que não existem calçadas nos terrenos, e o mato chega a invadir a via. Pedestres precisar transitar pela rua ou pelo outro lado da via onde tem calçada.

Fala, prefeitura
A reclamação do morador foi encaminhada para a Prefeitura de Franca, mas até a publicação deste texto, não havia se posicionado sobre o caso.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Elvio Machado
    3 dias atrás
    Esse problema é muito antigo na cidade e nunca tentaram resolver adequadamente porque a Prefeitura tem interesses em proteger esses milionários especuladores imobiliários pra receber IPTU. Tem uma área muito famosa qye vai dus fundos do bairro Integração até à rodovia Cândido Portinari, que é de propriedade de um famoso e folclórico personagem que causa esses tipos de problemas aos seus vizinhos à décadas e que nunca limpou a sua enorme área de vários hectares e fica por isso mesmo há décadas. Agora vem o tempo da seca e o fogo que sempre pega por lá vai poluir e sujar toda a região ninguém faz nada pra resolver. Uma vez eu fui conversar com o dono desses terrenos e ele se faz de surdo, ou parece que é surdo mesmo, mas se cair uma moeda no chão na esquina longe ele corre pra catar. É uma vergonha essa situação, eu estou escrevendo e todo mundo sabe de quem eu estou falando, é perigoso até o cara mattar se souber que vai ser multado por isso. Vai gostar de dinheiro assim lá na onde ele já tá quase indo.