PCC ataca em Franca. De novo

A terceira fase da onda de atentados promovida pelo crime organizado no Estado de São Paulo chegou rapidamente a Franca.

08/08/2006 | Tempo de leitura: 3 min

Bombeiro trabalha no que sobrou de ônibus incendiado no Jardim São Luiz: as chamas destruíram o veículo em poucos minutos
Bombeiro trabalha no que sobrou de ônibus incendiado no Jardim São Luiz: as chamas destruíram o veículo em poucos minutos
A terceira fase da onda de atentados promovida pelo crime organizado no Estado de São Paulo chegou rapidamente a Franca. Na noite de ontem, criminosos incendiaram um ônibus da empresa São José - o quinto em apenas três meses -no Jardim São Luiz e queimaram um caixa eletrônico na Avenida Brasil. Foi o primeiro ataque a instituições bancárias desde que bandidos ligados ao PCC (Primeiro Comando da Capital) passaram a desafiar as autoridades e assombrar a sociedade no mês de maio. Dois estabelecimentos comerciais também foram atacados no Leporace. A polícia saiu às ruas para coibir as ações criminosas e conseguiu deter vários suspeitos. Dois incendiários foram presos em flagrante e recolhidos à cadeia do Jardim Guanabara. A notícia de que bandidos haviam reiniciado os ataques na Grande São Paulo, durante a madrugada de segunda-feira, deixou as forças policiais de Franca em alerta total. Durante o dia, não foi registrada nenhuma ocorrência anormal. Foi só a noite chegar que o crime organizado voltou a espalhar o terror e o medo. O que seria o primeiro ataque do mês ainda foi evitado pela PM. Durante patrulhamento pela Avenida Adhemar de Barros, Jardim Riviera, a equipe de Força Tática do sargento Rinaldo avistou quatro homens portando objetos suspeitos. Ao verem a viatura, eles saíram correndo. Durante a fuga por telhados de residências vizinhas, dois indivíduos caíram no interior de uma casa e foram detidos. Eles portavam três coquetéis molotov, uma embalagem com três litros de álcool e um rádio de comunicação interna, que sintoniza a freqüência usada pela PM. “Com certeza, pretendiam incendiar algum ônibus”, disse o policial. Everton Donizete Silva, 23, e Adib Mellen Neto, 24, foram conduzidos ao Plantão Policial e autuados em flagrante por porte de material explosivo ou incendiário. Por volta de 22h40, enquanto a polícia ainda registrava a ocorrência, uma pessoa ligou para o 190 e tratou de esquentar ainda mais a noite. “Estão queimado um ônibus no São Luiz”, disse, desesperada. O veículo prefixo 900, que fazia a linha Jardim Palestina/Centro, foi tomado pelas chamas e completamente destruído em poucos minutos. “Um homem entrou, pagou a passagem e sentou no fundo. Logo depois, ele me pediu para parar, pois teria esquecido o celular em casa. Tão logo abri as portas, outras quatro pessoas entraram no ônibus. Eles falaram: ‘desce, desce!’ e atearam fogo”, disse o motorista Agostinho Pedro de Souza, 55. Após incendiarem o veículo, os criminosos fugiram pelos fundos do bairro. O desocupado MAP, 19, foi detido minutos depois na Rua José do Patrocínio e chegou a ser reconhecido pelo motorista. Foi levado ao Plantão Policial e fichado, sendo liberado por falta de provas. Às 23h30, dois homens ocupando uma moto passaram diante de um caixa eletrônico do Santander Banespa, situado no estacionamento do Posto Caixa D’água, na Avenida Brasil, e atearam fogo. Os bombeiros, que retornavam do combate ao incêndio no Jardim São Luiz, chegaram rapidamente ao local e evitaram que as chamas destruíssem totalmente o caixa. Por volta de 1h20 desta terça-feira, criminosos também tentaram incendiar uma farmácia e um supermercado da Avenida Abrahão Brickmann, no Parque Vicente Leporace. O fogo foi controlado rápido e não houve maiores danos. Um acusado de ter promovido ataques em Guará, no mês passado, também foi preso durante a madrugada no City Petrópolis.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.