Prefeitura espera aprovação da Câmara para assumir ortopedia

A Prefeitura continuará a pagar a Santa Casa pelos atendimentos de urgência na área de ortopedia até que Secretaria de Saúde tenha condições de assumir

28/07/2006 | Tempo de leitura: 1 min

O promotor Décio Piola acredita que as negociações entre Santa Casa e Prefeitura terminaram bem
O promotor Décio Piola acredita que as negociações entre Santa Casa e Prefeitura terminaram bem
A Prefeitura continuará a pagar a Santa Casa pelos atendimentos de urgência na área de ortopedia até que Secretaria de Saúde tenha condições de assumir os serviços. Por isso, o secretário Alexandre Ferreira tem pressa para que a parte burocrática seja resolvida rapidamente e que a transição comece a acontecer na prática. O primeiro passo será a aprovação para contratação de profissionais junto à Câmara Municipal. Na quarta-feira, durante a entrevista coletiva em que foi anunciada a assinatura do convênio entre Poder Público e hospital, Ferreira disse que pedirá agilidade na elaboração do projeto de lei que poderá regulamentar a contratação dos nove ortopedistas para assumir os cerca de 140 atendimentos diários. “Não tem como demorarmos. Quanto antes a lei for enviada para apreciação dos vereadores, mais cedo começaremos a atender os pacientes”. Apesar da pressa, Ferreira não soube precisar quando isso acontecerá. “O quanto antes”, disse. FINAL FELIZ Para o promotor de Justiça Décio Piola, também curador da Santa Casa, o acordo fechado entre a Prefeitura e o hospital, sob mediação do Ministério Público, fez valer as intermináveis reuniões e as duras negociações travadas ao longo das últimas semanas. “Daqui para frente, a fundação deixará de ter prejuízos, os cofres públicos não serão afetados e, principalmente, a população continuará a ser bem atendida”.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.