Bombeiros fazem doação coletiva de sangue para o Hemocentro

Bombeiros e agentes da Defesa Civil aproveitaram a folga ontem e fizeram a primeira doação coletiva no Hemocentro de Franca para divulgar e contribuir com a campanha “Bombeiro Sangue Bom

18/07/2006 | Tempo de leitura: 2 min

O soldado Palenciano e outros bombeiros são vistos durante doação de sangue coletiva no Hemocentro
O soldado Palenciano e outros bombeiros são vistos durante doação de sangue coletiva no Hemocentro
Bombeiros e agentes da Defesa Civil aproveitaram a folga ontem e fizeram a primeira doação coletiva no Hemocentro de Franca para divulgar e contribuir com a campanha “Bombeiro Sangue Bom”. Doze homens estiveram no núcleo e ajudaram a regularizar o estoque de bolsas de sangue, que está 15% abaixo do normal. Nos próximos dias, novas turmas de doadores, inclusive guardas municipais e soldados do Tiro de Guerra, passarão pelo local. O socorrista Bêdo, 34, doou sangue pela primeira vez. “Já tinha vontade de ser doador e aproveitei o convite do tenente Castilho para fazer esse ato solidário. Doar sangue é como doar órgão: salva vidas e é algo que está na nossa pele.” Estadual, a campanha “Bombeiro Sangue Bom”, com o slogan “Salvar Vidas Está no Nosso Sangue”, continuará até o dia 31 e faz parte das comemorações do Dia Nacional do Bombeiro (2 de julho). Os interessados em contribuir com o trabalho devem informar o código 193 ao hemocentro e retirar um comprovante de doação para conhecer a corporação e ganhar um brinde. IMPORTÂNCIA Todos os anos, as férias e o frio causam queda de doações. Nas últimas semanas, o núcleo de hemoterapia de Franca tem recebido, em média, 40 pessoas por dia e o número de bolsas está 15% aquém do ideal. Para driblar a redução, a equipe prepara campanhas, convoca doadores e conta com apoio da sociedade. A quantidade de bolsas coletadas entre junho e julho de 2006, 768 unidades, é superior à do mesmo período de 2005, quando o núcleo estava com 672. Segundo a assistente social do núcleo, Pearl Franco, o aumento se deve às mobilizações, como as campanhas “Bombeiro Sangue Bom” e “Marque um Gol pela Vida: Doe Sangue”, em alusão à Copa do Mundo. “Precisamos de 900 bolsas, em média, para abastecer hospitais de Franca e 22 cidades da DIR-13. Não dá para fabricar sangue. Dependemos do ser humano para manter a distribuição”, disse ela.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.