Câmara vota hoje criação de 13 vagas

O projeto de lei que dispõe sobre a criação de 13 vagas de emprego na Câmara Municipal de Franca será o de maior relevância a ser votado pelos parlamentares na

23/05/2006 | Tempo de leitura: 2 min

O vereador Zezinho Cabeleireiro discursa ao lado de Donizete da Farmácia em recente sessão da Câmara: “UBSs precisam de sistema gerador de senhas para organizar e minimizar fila de espera”
O vereador Zezinho Cabeleireiro discursa ao lado de Donizete da Farmácia em recente sessão da Câmara: “UBSs precisam de sistema gerador de senhas para organizar e minimizar fila de espera”
O projeto de lei que dispõe sobre a criação de 13 vagas de emprego na Câmara Municipal de Franca será o de maior relevância a ser votado pelos parlamentares na sessão ordinária de hoje. Na primeira análise, foi aprovado. Se conseguir novamente dois terços dos votos, no mínimo dez, o projeto criará vagas para escriturários, advogado, contador, administrador, analista de sistemas, recepcionista, motorista, zelador, telefonista e encarregado de manutenção. O presidente Marcelo Mambrini (PMN) é favorável à aprovação da idéia, pois, segundo ele, há 26 anos a Câmara não realiza processo de contratação. “Muitos presidentes alimentaram essa idéia, mas não foram adiante”, disse. Ao todo, nove projetos serão votados na Casa, sendo quatro de autoria do Executivo. Um deles, no mínimo curioso, é o de autoria do vereador Zezinho Cabeleireiro. O peemedebista pede a instalação de máquinas geradoras de senhas nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), as quais, segundo ele, melhorariam o atendimento da população. “Sei que para resolver o problema da Saúde é necessária também a contratação de mais médicos. Mas um pouco de organização já ajudaria”, disse. Zezinho afirma que sentiu na pele a “desorganização da Saúde” em Franca. “Levei minha mãe ao ‘Janjão’ e vi que aquilo é um deus-nos-acuda. Você não sabe que hora vai ser chamado, quantos estão na sua frente. Nas UBSs acontece a mesma coisa”, disse. Outro projeto interessante é do médico e vereador Joaquim Pereira Ribeiro (PSB), que pretende disponibilizar a realização de exames de DNA de graça à população carente. O teste, considerado de alto custo, ajudaria a resolver problemas com relação a contestações de paternidade. VETO O veto total do prefeito Sidnei Rocha (PSDB) a um projeto de Gilson Pelizaro (PT) pode gerar discussões acaloradas no Plenário. A proposta prevê a criação de um programa de prevenção à obesidade e atenção à criança e ao adolescente diabético na rede municipal de ensino. Caberá às bases governista e de oposição as discussões para manutenção ou derrubada do veto de Rocha.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.