PT define candidato a governador

O Partido dos Trabalhadores (PT) define, neste domingo, o candidato da sigla ao governo do Estado de São Paulo.

06/05/2006 | Tempo de leitura: 2 min

Gilmar Dominici, em reunião do PT na Câmara Municipal de Franca, em fevereiro
Gilmar Dominici, em reunião do PT na Câmara Municipal de Franca, em fevereiro
O Partido dos Trabalhadores (PT) define, neste domingo, o candidato da sigla ao governo do Estado de São Paulo. Os mais de 190 mil filiados, 504 deles em Franca e cerca de mil na microrregião da cidade, terão de escolher entre a ex-prefeita da capital, Marta Suplicy, e o senador Aloizio Mercadante. Em Franca, as eleições prévias ocorrem na Câmara Municipal, das 8 às 17 horas. O ex-prefeito Gilmar Dominici é o coordenador da campanha de Mercadante na região de Franca, além de assessor do senador. Dominici acredita na vitória de Mercadante em todo o interior do Estado. “Ele terá um predomínio nos municípios do interior. Diria que cerca de 70% dos votos.” O ex-prefeito admite que na Grande São Paulo, onde o partido tem 70 mil filiados, Marta está na frente. Na capital, a porcentagem se inverte a favor de Mercadante. Por isso, a tática dos simpatizantes do pré-candidato é tentar garantir a vitória no interior e abocanhar os votos da Grande São Paulo, nas regiões do ABC, de Guarulhos e de Osasco. “Com a vitória no interior e um predomínio no entorno da capital, conseguiremos a vitória”, disse Dominici. As impressões de Dominici batem com a de Wendell Luciano da Silva, uma das lideranças da campanha de Marta Suplicy em Franca. Mas, o filiado do PT de Franca, há treze anos, acredita que a ex-prefeita equilibrará os votos fora da capital e, com a vitória em São Paulo, vencerá as prévias. Para isso, os apoiadores da pré-candidata apostam em um trunfo: as pesquisas eleitorais: “Os melhores resultados da Marta na disputa com o Serra (PSDB) levam os filiados a se perguntarem qual é a razão das prévias: votar sem motivação ou escolher quem realmente tem chances de derrotar os adversários.” CONSULTA Nas prévias, os petistas poderão também indicar possíveis candidatos a deputados. Três federais e quatro estaduais. Mas, nesse caso, o procedimento não passa de uma mera consulta. Os nomes apontados pelos filiados serão analisados na convenção do partido que ocorrerá em meados de junho. Nela, os delegados eleitos pelos diretórios municipais decidirão realmente quem representará o partido na briga por vagas nos Legislativos estadual e federal.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.