Mudança no campeonato fere Estatuto do Torcedor

A mudança que a CBB (Confederação Brasileira de Basquete) fez no regulamento do 17º Campeonato Brasileiro de Basquete Masculino fere o Estatuto do Torcedor e poderá ge

08/04/2006 | Tempo de leitura: 2 min

O gaúcho Rogério, ala do Mariner/Unimed, é um dos jogadores mais experientes do elenco; atleta tem média de 19 pontos por partida
O gaúcho Rogério, ala do Mariner/Unimed, é um dos jogadores mais experientes do elenco; atleta tem média de 19 pontos por partida
A mudança que a CBB (Confederação Brasileira de Basquete) fez no regulamento do 17º Campeonato Brasileiro de Basquete Masculino fere o Estatuto do Torcedor e poderá gerar outras ações na Justiça, segundo especialistas no assunto. A razão é simples e clara: a competição estava na fase de playoffs de oitavas de finais. Portanto, segundo o Estatuto do Torcedor, não poderia ser alterada, como foi, para a inclusão dos seis times da Nossa Liga, que, liderados pelo Rio de Janeiro, pediram na Justiça o direito de disputar o campeonato. Mas, por atender determinação da juíza Maria Luiza Niederauer, da 46ª Vara Cível do Rio de Janeiro, a CBB pode gerar mais problemas para ela mesma, porque a mudança no regulamento fere o artigo 5º do Estatuto do Torcedor, onde está escrito que “é vedado proceder a alterações no regulamento da competição desde sua divulgação definitiva, salvo (...) na apresentação de novo calendário anual aprovado pelo Conselho Nacional do Esporte (...) e após dois anos de vigência do mesmo regulamento”. O supervisor do Mariner/Unimed/Franca, Fernando Minuci, que representou o clube na reunião com os 18 clubes inscritos no Brasileiro de 2006, sexta-feira, na sede da FPB (Federação Paulista de Basquete), em São Paulo, disse no sábado ao Comercio da Franca não concordar com a solução encontrada para o caso. “Entendo que aquele torcedor que se sentir lesado pela iniciativa do time do Rio de Janeiro, que entrou na Justiça, ou pela juíza que deu a sentença, deve entrar na Justiça”. Nesta segunda-feira, a CBB divulgará a tabela da chave C e indicará quais serão os jogos de turno e returno os times da Nossa Liga: Rio de Janeiro, Grajaú (RJ), Limeira (SP), Ulbra (RS), Pinhais (PR) e Uniara (Araraquara-SP). Eles farão depois um playoff melhor-de-cinco e os dois mais bem colocados, mais os quatro semifinalistas das chaves A (liderada por Uberlândia-MG e que inclui Ribeirão Preto em quarto) e B (cujo líder é o Mariner/Unimed), disputarão um hexagonal final, em uma única cidade sede (leia texto abaixo).

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.