Aluno de Direito assassinado durante festa

Uma festa, bebidas, várias pessoas se confraternizando. De repente uma violenta discussão. No auge da desavença, um homem se apodera do que seria uma faca ou punhal e desfere v&aa

28/03/2006 | Tempo de leitura: 2 min

Renato, 39: socorrido, morreu antes de chegar ao hospital
Renato, 39: socorrido, morreu antes de chegar ao hospital
Edson Arantes da Redação Uma festa, bebidas, várias pessoas se confraternizando. De repente uma violenta discussão. No auge da desavença, um homem se apodera do que seria uma faca ou punhal e desfere vários golpes no oponente. A vítima é socorrida e morre antes mesmo de chegar ao hospital. O assassino foge. O crime aconteceu domingo de madrugada em São Joaquim da Barra. O estudante Renato Antônio da Silva, 39, que morava na Vila Imperador, em Franca, morreu pouco depois. Aluno do segundo ano do curso de Direito da Unifran (Universidade de Franca), Renato morava com seus pais na Vila Imperador, em Franca. No sábado à noite, viajou até a vizinha cidade para comemorar o aniversário de um amigo. A festa foi realizada no Bar do Lago, estabelecimento localizado na entrada da cidade, e contou com a participação de dezenas de convidados. O fim de semana, que prometia ser de alegria e descontração, terminou em tragédia. Tudo parecia seguir bem até as 3h45, quando começou uma confusão envolvendo Renato e um professor de Educação Física, o qual é lutador de artes marciais. Ambos foram colocados para fora do recinto pelos seguranças. Ao perceber que o agressor estava armado, Renato tentou, sem êxito, voltar para o interior do bar. Sem outra alternativa, saiu correndo pela Rua Valentin Bortolini até ser alcançado. O agressor estava armado com um objeto pontiagudo, possivelmente uma faca ou punhal, e atingiu a vítima dez vezes. Nas costas, na altura da cintura e no peito. O objeto não foi encontrado pela polícia. Avisada do crime pelos próprios participantes da festa, a Polícia Militar seguiu para o local e encontrou a vítima ferida. O universitário ainda foi socorrido, mas não resistiu e chegou morto ao hospital. Tido como principal suspeito do crime, um professor de educação física, que dá aulas em uma academia de São Joaquim, fugiu. Renato não seria o causador da briga. Ele teria tentado amenizar uma discussão envolvendo um amigo, o qual teria derrubado um copo de cerveja sobre o homem que o mataria logo depois. O professor está foragido.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.