‘Habitação mais digna’ beneficia carentes

A dona de casa de Rifaina Regina Célia Pereira de Freitas não consegue esconder tanta felicidade. É como se ela houvesse ganho um prêmio na loteria.

11/03/2006 | Tempo de leitura: 2 min

A dona de casa Regina Célia Pereira vai ganhar uma casa nova com cinco cômodos; ela foi selecionada pela prefeitura para ser a primeira contemplada do programa
A dona de casa Regina Célia Pereira vai ganhar uma casa nova com cinco cômodos; ela foi selecionada pela prefeitura para ser a primeira contemplada do programa
Patrícia Paim da Redação A dona de casa de Rifaina Regina Célia Pereira de Freitas não consegue esconder tanta felicidade. É como se ela houvesse ganho um prêmio na loteria. Regina vai ganhar uma casa nova. Ela foi selecionada entre várias famílias rifainenses para ser a primeira beneficiada com o programa municipal Habitação Digna para Todos. O projeto foi implantado pela prefeitura de Rifaina sob responsabilidade do Fundo Social de Solidariedade e do Departamento de Engenharia. O programa foi criado com a proposta de melhorar a qualidade de vida de famílias cuja renda mensal é de até R$ 300 e que não teriam condições de arcar com as despesas da melhoria da residência. A assistente social responsável pelo projeto, Sílvia Rezende, afirma que foram selecionadas cinco famílias cujas casas estão em péssimo estado de conservação. “Em geral são construções de 30 a 40 anos que podem cair a qualquer momento. As cinco casas serão derrubadas e construídas novamente”, disse ela. O engenheiro responsável pela obra, Kelson Robert da Silva Floriano, afirma que o projeto das casas é padrão com dois quartos, sala, cozinha e banheiro. “Somente com a aquisição do material de construção serão gastos em torno de R$ 15 mil por casa”, afirmou ele. A assistente social conta que as famílias contempladas ficaram surpresas com a vistoria e não esperavam ser beneficiadas. A dona de casa Regina Célia Pereira de Freitas é uma das que não esperavam por esse presente. Ela conta que morava há 30 anos, com o marido e quatro filhos, em uma casa que de tão ruim teve que ser derrubada. “Quando chovia à noite, eu tinha que dobrar os colchões e esperar a chuva passar para voltar a dormir de tanta goteira. E a gente não tinha como melhorá-la”, disse ela. As cinco famílias não pagarão pelas despesas com a construção das novas residências, mas terão que arcar com as despesas do aluguel enquanto aguardam o fim da obra. A previsão é de que a casa de Regina Célia fique pronta no próximo mês, faltando colocar o telhado, o piso e a parte de acabamento. Em seguida outras quatro casas serão construídas, com expectativa de até no fim do ano estarem prontas.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito! Abra o QR Code.

Participe da Comunidade

Quer receber as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp? Faça parte da comunidade GCN/Sampi e fique sabendo de tudo em tempo real. É totalmente gratuito!

Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.