Destino da Imperatriz da Zona Sul continua incerto

Segundo Antônio Sérgio Menezes, diretor de Cultura da Feac (Fundação de Esporte, Arte e Cultura), responsável pela organização do Carnaval, a palavra fi

07/03/2006 | Tempo de leitura: 1 min

Imagem de arquivo mostra mestre sala e porta-bandeira da escola Pérola Negra durante evolução na passarela do samba de Franca: escolas deverão prestar contas do dinheiro gasto
Imagem de arquivo mostra mestre sala e porta-bandeira da escola Pérola Negra durante evolução na passarela do samba de Franca: escolas deverão prestar contas do dinheiro gasto
Segundo Antônio Sérgio Menezes, diretor de Cultura da Feac (Fundação de Esporte, Arte e Cultura), responsável pela organização do Carnaval, a palavra final sobre a punição à Imperatriz da Zona Sul será dada pelos dirigentes das agremiações em reunião a ser marcada até o final deste mês. Durante o desfile das escolas de samba do Grupo A, no último dia 25, a Imperatriz não compareceu à passarela do samba “José Renato Rosa”, na Avenida Integração. Dirigentes da escola alegaram que o ônibus da empresa contratada para transportar componentes à avenida os deixou na mão e que, por isso, ninguém desfilou. Conforme prevê o regulamento, a ausência da escola implica suspensão de seus desfiles pelos próximos dois anos. “No dia 13, os presidentes das oito agremiações terão de prestar contas de tudo o que gastaram da verba liberada pela prefeitura na Feac”, explicou. Para ter Carnaval de rua em 2007, além de prestar contas do que gastaram, as escolas deverão criar uma entidade responsável pela organização do Carnaval - algo como uma liga ou união da escolas de samba. Neste ano, a Aliados da Santa Cruz foi a campeã do desfile no Grupo Especial. Já a Pérola Negra venceu entre as do Grupo A e estará no primeiro em 2007.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.