Tapa-buraco não tem data para atender Dermínio

As ruas retratadas na matéria ao lado não são as únicas da cidade com urgência de solução.

04/03/2006 | Tempo de leitura: 1 min

Buraco oferece risco de desmoronamento de suas laterais: perigo maior para as crianças
Buraco oferece risco de desmoronamento de suas laterais: perigo maior para as crianças
As ruas retratadas na matéria ao lado não são as únicas da cidade com urgência de solução. Tampouco os bairros Jardim Dermínio, Vila Rezende, Pedigone, Piratininga e Santa Efigênia são os únicos que agonizam com a falta de manutenção em sua malha viária. Mas de acordo com Cintia Cristina Silva Lima, gerente do Varejão Lima, situado diante do local onde foi plantada uma árvore no meio da rua, já faz muito tempo que não se vêem no bairro equipes da operação tapa-buraco. “Este pedaço está esquecido”, resume. Segundo Alexandre Artioli Godói, diretor da Emdef (Empresa Municipal para o Desenvolvimento de Franca), responsável pela manutenção da pavimentação da cidade, os reparos no bairro ainda demorarão. “Os trabalhos estão concentrados na zona norte, região da Vila Isabel, passarão pela leste, no Paulistano, e sul, do Aeroporto I, só então serão conduzidos à área do Dermínio e adjacências. Mesmo assim, não há previsão de quando isso acontecerá”, disse Alexandre. No caso do “superburaco”, há primeiro a necessidade de reparos na canalização pela Secretaria de Obras e Serviços, para só depois receber a massa asfáltica.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.