Francano reencontra filha que nasceu em prisão espanhola

Com mais de três horas de atraso, por volta de 23h50, o francano Rodrigo Ferreira, 32, conseguiu reencontrar a filha, Karollainy Ferreira, 3.

23/02/2006 | Tempo de leitura: 1 min

Retraída, Karollainy ganhou presentes e reencontrou o pai
Retraída, Karollainy ganhou presentes e reencontrou o pai
Com mais de três horas de atraso, por volta de 23h50, o francano Rodrigo Ferreira, 32, conseguiu reencontrar a filha, Karollainy Ferreira, 3. Nervosismo da parte do pai e um pouco de retraimento da filha marcaram a cena, na área de desembarque do Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos. Karollainy, fruto de um relacionamento do francano com a paulistana Alessandra, quando ambos estavam encarcerados no complexo penitenciário Soto Del Real, em Madrid, foi acompanhada desde a Espanha pela comissária Dolores Arieta, da Varig, que auxiliou no reencontro de pai e filha. Renato só conseguiu buscar a garota (que não via há dois anos) com o auxílio do radialista Marcelo Valim (que o acompanhou até São Paulo) e do deputado estadual Gilson de Souza (PFL), que foi representado pelo assessor José Mauro. Após pai e filha se reencontrarem (o repórter Paulo Godói e o fotógrafo Divaldo Moreira, do Comércio, também acompanharam Rodrigo até São Paulo), pai e filha viajaram para Franca, onde chegariam no final da madrugada desta quinta-feira. Se Renato não conseguisse trazer a filha ao Brasil, Karollainy seria entregue pelas autoridades espanholas para adoção.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.