Alex assume o gol do time mais vazado da Série A-3

Pior defesa dentre os 20 clubes da Série A-3, a Francana trocará o goleiro para a partida de domingo, às 11 horas, contra o Oswaldo Cruz, no Lanchão. Alex, 23, entra no lug

17/02/2006 | Tempo de leitura: 2 min

O ex-titular Cláudio Cruz (de costas) prepara o novo dono da camisa 1, Alex, no treino de ontem à tarde, no Lanchão: situação era insustentável
O ex-titular Cláudio Cruz (de costas) prepara o novo dono da camisa 1, Alex, no treino de ontem à tarde, no Lanchão: situação era insustentável
Pior defesa dentre os 20 clubes da Série A-3, a Francana trocará o goleiro para a partida de domingo, às 11 horas, contra o Oswaldo Cruz, no Lanchão. Alex, 23, entra no lugar de Cláudio Cruz, que levou 11 gols em cinco jogos. E alguns deles em falhas imperdoáveis. A troca aconteceu oficialmente ontem à tarde, na reapresentação dos jogadores, no Estádio Municipal. A vontade de jogar é grande. Alex foi o primeiro a entrar em campo. Amarrou as chuteiras e vestiu a calça e a camisa de treino com cuidado maior do que habitualmente. Ele colocou o par de luvas e pegou a bola com ar de satisfação. Antes de Souzinha entrar em campo, Alex nem falava em ser titular. “Para mim, ele não falou nada”, disse. E nem precisava. Enquanto Alex e Marquinhos, o terceiro goleiro, já estavam em campo e devidamente uniformizados, o ex-titular, Cláudio Cruz, ouvia a notícia de Souzinha no vestiário da comissão técnica. Deve ter sido os piores 20 minutos na sua carreira. Cruz perde a posição pela segunda vez desde o ano passado, quando foi sacado do gol do XV de Jaú nas mesmas circunstâncias. Ontem, entrou em campo mudo e saiu calado. Pouco depois, Souzinha foi ao campo e conversou com os três goleiros do time, para que todos ouvissem a determinação do chefe: a defesa já tem novo guarda-metas. Alex ganha a posição de titular no dia em que o preparador de goleiros, Betão, com o qual já havia trabalhado no Atlético Cidade Azul, de Tubarão (SC), foi liberado para resolver problemas particulares na cidade onde mantém residência, em São Pedro, próxima à Piracicaba (SP). Alex sabe qual será a sua missão: não levar gols, não falhar e transmitir segurança aos jogadores de linha, que já haviam perdido a confiança no ex-titular. “A nossa responsabilidade vai aumentar ainda mais”. Alex começou nas categorias de base do Grêmio Futebol Portoalegrense (RS), em 1999 e se transferiu para o Figueirense (SC) no ano seguinte, ficando na reserva de Edson Bastos até o final do ano passado. A Veterana, portanto, poderá ser o primeiro clube em que Alex será titular na carreira. É só agarrar a oportunidade - e as bolas.

Fale com o GCN/Sampi! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção?
Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Franca e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.