VOTAÇÃO

Vereadores votam projeto que autoriza sepultamento de animais em cemitérios de Campinas

De autoria do Executivo, o projeto teve aprovação de 87% da população, de acordo com consulta pública realizada em 2022.

Por Higor Goulart | 14/02/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Especial para a Sampi Campinas

Higor Goulart/Sampi Campinas

Cemitério da Saudade: se projeto for aprovado, local pode receber sepultamento de animais
Cemitério da Saudade: se projeto for aprovado, local pode receber sepultamento de animais

A Câmara Municipal de Campinas vota, durante sessão nesta quarta-feira, 14, em segundo turno, o PLO (Projeto de Lei Ordinária) que autoriza o sepultamento de animais domésticos em cemitérios municipais. De autoria do Executivo, o PL tem "aprovação" de 87% da população.

A proposta leva em consideração o sofrimento das pessoas pela perda do animal de estimação. “Grande parte da nossa população é tutora de animais e Campinas ainda não possui uma destinação correta e humanizada para os animais domésticos. Políticas de bem-estar animal refletem diretamente na qualidade de vida de todos os cidadãos”, explicou Enrique Lerena, presidente da Setec.

Conforme o PL, poderão ser sepultados os animais de família que possuem jazigos nos cemitérios municipais. Os restos dos animais poderão ser retirados do espaço após dois anos.

Além disso, serão autorizados os sepultamentos de animais com até 120 quilos e que a morte não tenha sido causada por doenças transmissíveis ao ser humano.

Diversos vereadores também destacaram a importância da proposta. Afinal, é uma forma de reconhecer a importância dos animais na vida da população. “É uma forma mais digna, honrosa e amorosa de se lidar com um companheiro que muitas vezes acompanhou toda a vida daquela pessoa que está sofrendo pela perda dele”, afirmou o vereador Paulo Haddad (Cidadania).

Consulta pública
Antes de enviar a proposta à Câmara Municipal, a Setec realizou, no final de 2022, uma consulta pública. Na pesquisa, mais de 87% das pessoas que responderam são favoráveis à ação e 85,4% favoráveis ao sepultamento no jazigo da família.

“Fui uma das munícipes que votou positivamente para esta iniciativa. Acho que estamos tendo uma mudança muito grande na composição das famílias e em relação ao papel dos ‘pets’ em cada núcleo familiar”, disse a médica veterinária, Mariana Avancini Milano.


Leia Mais

- Casal de idosos é encontrado enforcado na garagem da própria casa em Campinas

- Homem é espancado com barra de ferro após briga de trânsito; dupla foi presa pelo crime

- Pai e mãe são detidos por deixarem filho de 6 anos sozinho e casa pegar fogo em Paulínia


A presidente da ONG Anjos de Rua, Luíza Grande, concorda com a ideia e segue a mesma linha da Administração Municipal. “Acredito que uma opção pública é viável e importante para as pessoas que têm esses animais, para dar um fim digno e com conforto pra eles. Até para evitar que enterrem os animais em locais que não são apropriados”.

Votação
Caso seja aprovado, a proposta avança para o Executivo, onde aguardará sanção do prefeito Dário Saadi (Republicanos), para se transformar em Lei Municipal.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.