ESTIAGEM

Bacia do rio Lençóis passa a drenar ‘volume morto’

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Lençóis informou que, na tarde de domingo (12), foi emitido alerta hidrológico de baixos volumes de deflúvio no rio Lençóis

15/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min

CBH-RL/Divulgação

Rio Lençóis está com volume baixo
Rio Lençóis está com volume baixo

Lençóis Paulista - O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Lençóis (CBH-RL) informou que, na tarde de domingo (12), foi emitido alerta hidrológico de baixos volumes de deflúvio no rio Lençóis. Esse alerta significa que, desde então, o rio passou a drenar seu "volume morto", estando com as suas cotas de montantes abaixo das cotas mínimas nominais.

Segundo o órgão, essas alterações foram constatadas por medições de vazões e comparações com cotas nominais dos últimos vinte anos e, também, em razão das alterações físico-químicas da água do rio Lençóis.

Quando soube da situação preocupante, o presidente do CBH-RL e prefeito de Macatuba, Anderson Ferreira, determinou que fossem tomadas todas as medidas de comunicação junto às empresas da região e demais signatários do Comitê.

Também foi comunicado à geradora de energia elétrica que usa o rio como unidade hídrica de trabalho, ao serviço de saneamento ambiental de Lençóis Paulista e às industrias para que adotem medidas preventivas de mitigação de riscos.

O presidente da Câmara Técnica, o biólogo Guilherme Marson Moya, determinou monitoramento das curvas de permanências hidráulicas das cotas de montantes das contribuições de Agudos e Borebi para acompanhar a evolução da situação.

O CBH-RL diz que o quadro vem se agravando desde quando as cotas anuais de 2023 fecharam deficitárias. "Desde quando começaram as medições pluviométricas, em 1917, é a primeira vez que déficits ultrapassam 1.000 mm antes do período de estiagem", revela. "De janeiro até meados de maio, os déficits acumulados registrados são de 1.300 mm".

Receba as notícias mais relevantes de Bauru e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.