HOMENAGEM

Missa homenageia Humberto D'Abronzo, falecido há 50 anos

Um dos proprietários da Caninha Tatuzinho, Humberto D'Abronzo foi um dos responsáveis pela popularização da indústria piracicabana no Brasil

Por Da Redação | 23/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Jornal de Piracicaba

Reprodução

Acontece nesta quinta-feira (23), na Igreja Sagrado Coração de Jesus, conhecida como Igreja dos Frades, a missa em homenagem ao Comendador Humberto D’Abronzo, falecido há 50 anos em Piracicaba. A celebração em memória do Comendador está marcada para acontecer às 19h.

Saiba mais

Humberto D’Abronzo faleceu em 23 de maio de 1974. D’Abronzo foi conhecido por ser um dos proprietários da Caninha Tatuzinho, que tornou Piracicaba famosa na produção e comércio de aguardentes em todo o Brasil. A ideia de se criar uma fábrica de bebidas em Piracicaba surgiu com Paschoal D’Abronzo, pai de Humberto, em 1896. Em 1909, teve início a produção de refrigerantes, como a “Jatubaína, “Gengi-Birra”, “Gasosa”, “Maçã” e “Moranguinho”, em um espaço na Vila Rezende. A fábrica também produzia vinagres.

No final da década de 1930, Paschoal começo a engarrafar a pinga que era comprada de um distribuidor, que vendia barris de 100 ou 200 litros. Porém, o volume era muito grande para o consumidor final. Então, Humberto teve a ideia de comprar os barris e envasar o conteúdo em garrafas de 750 ml, medida que era utilizada até hoje na maioria das garrafas de vinho.

A ideia deu certo e eles começaram a comprar toneis de 5 mil e 10 mil litros. Com o crescimento da produção, em 1953, a D’Abronzo deixou de fabricar xaropes e refrigerantes e passou a se dedicar exclusivamente à caninha.

OUTRAS ATIVIDADES
Além de industrial, Humberto D’Abronzo acumulou diversas funções em sua vida. Entre elas, foi diretor do time de basquete masculino de Piracicaba, lançou-se na política e, também, foi presidente do XV de Piracicaba. Era contador de formação e foi responsável pela área comercial da Indústria de Bebidas Tatuzinho. Humberto faleceu em 23 de maio de 1974.

A família D’Abronzo vendeu a Tatuzinho para o empresário Manoel de Almeida, do Banco Luso Brasileiro. Em 1995, a empresa foi desativada. A celebração em memória de Humebrto D'Abronzo está marcada para acontecer às 19h.

Clique para receber as principais notícias da cidade pelo WhatsApp.

Siga o Canal do JP no WhatsApp para mais conteúdo.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.