DRIVE-THRU DA DROGA

VÍDEO: Crime recruta menores para tráfico perto de escola em SJC

Policiais descobriram ação de traficantes perto de escola estadual de São José, em investigação sobre violência entre estudantes; um adolescente foi apreendido

Por Da redação | 23/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
São José dos Campos

Reprodução

Venda de drogas na região sudeste
Venda de drogas na região sudeste

Traficantes que atuam na região sudeste de São José dos Campos estão recrutando adolescentes para venderem drogas perto de uma escola. O caso foi descoberto por policiais civis da Diju (Delegacia da Infância e Juventude).

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp.

Filmagens feitas pelos policiais durante a investigação mostram adolescentes vendendo drogas no Jardim São Judas Tadeu, região sudeste de São José dos Campos, nas proximidades da escola estadual professora Edera Irene Pereira de Oliveira Cardoso.

Um adolescente de 17 anos foi apreendido. Ele aparece vendendo drogas a clientes que param com seus veículos na porta de uma casa. Em outra imagem, é possível ver um garoto pegando drogas escondidas em um bueiro, para entregá-las a compradores.

Nesta quarta-feira (22), a Diju deflagrou a operação “Ponta a Ponta” para “combate à violência e ao tráfico de drogas próximo às escolas”, com apoio da GCM (Guarda Civil Municipal).

As investigações começaram em 7 de maio deste ano, após relatos de brigas na escola estadual professora Edera Irene Pereira de Oliveira Cardoso, no Jardim São Judas Tadeu, região sudeste de São José dos Campos. O caso foi revelado por OVALE.

A Diju identificou os adolescentes que brigaram e todos foram intimados e prestaram esclarecimentos sobre a violência. O procedimento foi devidamente ajuizado para apuração junto à Vara da Infância e Juventude.

No decorrer da investigação, segundo os policiais, funcionários da escola, alunos, pais de alunos e moradores do bairro relataram que adolescentes infratores que atuam no tráfico de drogas próximo à escola estariam contribuindo com a violência e a insegurança no local.

A Diju intensificou as diligências e identificou os traficantes. Com o apoio da GCM, foram abordados dois homens, de 20 e 22 anos, e um adolescente de 17 anos, flagrados em posse de entorpecentes e dinheiro.

Os policiais apreenderam 15 invólucros de crack, nove pinos de cocaína, seis buchas de maconha e R$ 150 em dinheiro. Os adultos foram presos e levados para a cadeia de Caçapava. O adolescente foi apreendido.

“Eles recrutam adolescentes porque sabem que, se o garoto for pego, ele não cumpre pena como um adulto. É uma questão complexa e que leva jovens para a criminalidade”, disse um policial.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Joao
    23/05/2024
    As vezes não recrutam. Obrigam e fazem chantagem com essas crianças.