FACADA NO VALE

Após atendimento, mulher dá facada em funcionário de postinho

“Antes a mãe dele chorar do que a minha”, disse a autora da facada em funcionário de posto de saúde de Guaratinguetá

Por Jesse Nascimento | 22/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Guaratinguetá

Reprodução/Google Street View

A mulher foi presa e houve o uso de algemas para não haver risco de fuga e para preservar a integridade dos envolvidos
A mulher foi presa e houve o uso de algemas para não haver risco de fuga e para preservar a integridade dos envolvidos

Uma mulher, de 25 anos, foi presa em flagrante em Guaratinguetá após ter agredido um funcionário em um posto de saúde na Rua Cuiabá, bairro Jardim Vista Alegre, na manhã desta quarta-feira (22/05), por volta das 8h40.

Clique aqui para fazer parte da comunidade de OVALE no WhatsApp e receber notícias em primeira mão. E clique aqui para participar também do canal de OVALE no WhatsApp

No horário, os policiais militares foram acionados pelo Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) para fazer o atendimento da ocorrência e lá chegando encontraram a suspeita de tentar matar o funcionário, detida em uma sala da unidade hospitalar. No mesmo local estava a vítima, um homem, de 53 anos, agente de saúde.

Ele relatou aos policiais que, na manhã desta quarta, a agressora passou a exigir a troca de uma receita médica e ele pediu para que ela aguardasse. Após este atendimento inicial, a mulher foi embora.

Na sequência, de acordo com o boletim de ocorrência, a vítima havia ido à cozinha do posto de saúde e ao retornar à recepção, a mulher que tinha voltado ao local, golpeou-o pelas costas com uma facada. O homem conseguiu virar-se enquanto tentava se defender e foi atingido com outro golpe de faca na mão esquerda. Na sequência, ele conseguiu fazer a imobilização e tirar a faca dela.

VERSÃO DA MULHER

Ainda, de acordo com o boletim de ocorrência, a mulher teria confirmado o que havia feito e que o motivo foi porque teria sido ameaçada pela vítima durante o atendimento a ela. Ela disse aos agentes que ao sair do local, pela primeira vez, foi até a casa de uma amiga, onde pegou uma faca e retornou ao local, golpeando a vítima.

Em dado momento, a indiciada teria dito: “antes a mãe dele chorar do que a minha”. A mulher foi presa e houve o uso de algemas para não haver risco de fuga e para preservar a integridade dos envolvidos.

A VÍTIMA

O agente de saúde foi atendido no próprio posto de saúde, visto que as lesões sofridas por ele não tiveram gravidade. Ele ainda foi encaminhado para exame de corpo delito, tendo considerado o médico legista que as lesões eram leves.

DESFECHO

O caso foi registrado no 3° Distrito Policial de Guaratinguetá como tentativa de homicídio e vai ser investigado pela Polícia Civil. A mulher permaneceu presa em flagrante.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.