EMBOSCADA

Mãe descobre pedófilo no WhatsApp da criança: 'amigo do parquinho'; ele foi espancado

Durante a conversa, o adulto pede fotos da criança e escreve que gostaria de dar um abraço e beijo nela.

11/04/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Redação

Reprodução/Metrópoles

A polícia chegou, afastou os moradores e levou o homem preso, sob fiança de R$7 mil.
A polícia chegou, afastou os moradores e levou o homem preso, sob fiança de R$7 mil.

A Polícia Civil de Goiás investiga o suspeito de aliciar uma criança de nove anos na cidade de Valparaíso, no Entorno do DF. Ele enviou mensagens para a menina via WhatsApp, que gravou o contato como "amigo do parquinho". A informação é do Metrópoles.

Leia tambémMenina de 12 anos conta como foi raptada e colocada em mala por pedófilo; ASSISTA

A mãe viu o conteúdo e se passou pela criança sem que o suspeito se desse conta. Ele tinha a intenção de persuadir a menina a sair de casa sozinha e se encontrar com ele no parquinho perto da casa da família. O homem disse que não era preciso ter medo.

Durante a conversa, o adulto pede fotos da criança e escreve que gostaria de dar um abraço e beijo nela. Apesar de ele apagar as mensagens que enviava, a mãe teve tempo de printar algumas delas e avisou a Polícia Militar.

Os dois continuam conversando como se a mãe fosse a filha, até que acertam de se encontrar. Quando o suspeito chegou ao local marcado, pensando que encontraria a criança, foi surpreendido por moradores que o cercaram e o agrediram.

A polícia chegou, afastou os moradores e levou o homem preso, sob fiança de R$7 mil, que não foi paga até esta publicação.

Fale com a Folha da Região! Tem alguma sugestão de pauta ou quer apontar uma correção? Clique aqui e fale com nossos repórteres.

Receba as notícias mais relevantes de Araçatuba e região direto no seu WhatsApp
Participe da Comunidade

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Theodoro
    12/04/2024
    Tranquilem se ele terá a saidinha para abusar de outra criança