QUEIMADURA

15 pessoas sofrem lesões causadas por águas-vivas em praia no Ceará

Dentre as 15 pessoas feridas, 11 eram atletas que participavam do Circuito Brasileiro Master de Bodyboarding.

Por José Matheus Santos | 02/04/2024 | Tempo de leitura: 1 min
da Folhapress

Reprodução/Facebook

De acordo com a prefeitura da cidade, os casos aconteceram entre sexta (29) e domingo (31).
De acordo com a prefeitura da cidade, os casos aconteceram entre sexta (29) e domingo (31).

15 pessoas ficaram feridas por lesões causadas por águas-vivas na praia de Taíba, em São Gonçalo do Amarante, no litoral do Ceará, a 55 quilômetros da capital Fortaleza.

Leia tambémÁgua-viva perigosa de 50 cm é vista em Santa Catarina

De acordo com a prefeitura da cidade, os casos aconteceram entre sexta (29) e domingo (31). Ainda conforme a gestão municipal, ninguém teve ferimentos graves e não houve queimaduras. Os feridos foram atendidos em um posto de saúde do município.

Dentre as 15 pessoas feridas, 11 eram atletas que participavam do Circuito Brasileiro Master de Bodyboarding, evento nacional que foi realizado em São Gonçalo do Amarante no fim de semana. Outras duas pessoas eram turistas e outros dois eram moradores do local.

Na terça (26), um nadador foi hospitalizado após ter tido contato com uma água-viva na praia de Iracema, em Fortaleza. Resgatado por uma equipe de mulheres que praticavam canoagem, o homem sentiu falta de ar e teve tosse. Ele recebeu atendimento médico e teve alta.

Na quinta (28), centenas de águas-vivas foram vistas na praia do Mucuripe, em Fortaleza. Antes, no domingo (24), banhistas sofreram queimaduras na praia da Barra do Ceará, também na capital cearense.

O Corpo de Bombeiros do Ceará recomenda que quem tiver queimadura em decorrência de contato com água-viva lave o local queimado com água salgada, jamais água doce, que pode piorar a situação.

A recomendação também é evitar entrar na água caso seja perceptível a presença de águas-vivas ou sair da água imediatamente após vê-las.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.