OPERAÇÃO DA PF

PF encontra na sede do PL 'discurso' em que Bolsonaro justificaria golpe

Trata-se de um discurso, por escrito, segundo o qual a ruptura do Estado Democrático de Direito estaria “dentro das quatro linhas da Constituição.

08/02/2024 | Tempo de leitura: 1 min
Da redação

Reprodução/ Jair Messias Bolsonaro/Facebook

O documento não está assinado.
O documento não está assinado.

A Polícia Federal encontrou nesta quinta-feira (8), dentro da sala de Jair Bolsonaro na sede do PL, em Brasília, uma espécie de discurso em que ele anunciaria a decretação de um estado de sítio e da garantia da lei e da ordem no país, em janeiro de 2023, apurou o colunista Valdo Cruz.

Leia também: Bolsonaro pediu alteração em minuta do golpe, que previa prisão de Moraes, diz PF

O papel foi encontrado durante operação para apurar o envolvimento de Bolsonaro, militares de alta patente e ex-ministros num suposto plano para dar golpe de Estado no fim de 2022 e evitar a eleição de Lula como presidente no início do ano seguinte. O documento não está assinado e não tem autencidade comprovada.

Segundo fontes ouvidas pelo blog, trata-se de um discurso, por escrito, segundo o qual a ruptura do Estado Democrático de Direito estaria “dentro das quatro linhas da Constituição”, como costumava dizer Bolsonaro em seus discursos.

O blog também apurou que o documento cita Aristoteles e diz que a resistência a “leis injustas” é um “princípio do Iluminismo”.

“Afinal, diante de todo o exposto, e para assegurar a necessária restauração do Estado Democrático de Direito no Brasil, jogando de forma incondicional dentro das quatro linhas, com base em disposições expressas da Constituição Federal de 1988, declaro o estado de Sítio e, como ato contínuo, decreto operação de garantia da lei e da ordem”, diz o parágrafo final.

A operação desta quinta-feira é a que mais se aproximou de militares de alta patente desde o início das investigações sobre o 8 de Janeiro, ocasião da tentativa de golpe que culminou com a invasão dos Três Poderes em Brasília, em 8 de janeiro de 2023.

4 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

Ainda não é assinante?

Clique aqui para fazer a assinatura e liberar os comentários no site.

  • Vai dar cadeia
    08/02/2024
    Tiago, só pra te lembrar: ditadura é coisa de militar! Kkkkkkkkkk
  • Vai dar cadeia
    08/02/2024
    Kkkkkkkkkkkkkk
  • Tiago
    08/02/2024
    Aos que estão comemorando isso , não reclamem de viver numa ditadura depois, pois o caminho é esse. Abram o olho enquanto ainda temos um pouco de liberdade.
  • Homero Santiago
    08/02/2024
    Toc, toc, toc..... - quem é?? - é a PF... - peraê, vou telefonar pro Frederick Wassef... Bum, pá, pow.....mão na cabeça, vagabundo.. Kkkkkk