POLÍCIA CIVIL

REMÉDIOS VENCIDOS: Responsável por farmácia é preso em Jundiaí

Foram encontrados medicamentos vencidos e também registros de venda de anabolizantes, sem as receitas médicas retidas

Por Fábio Estevam | 18/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
Polícia

DIVULGAÇÃO/REPRODUÇÃO

Os policiais encontraram medicamentos com o prazo de validade vencido
Os policiais encontraram medicamentos com o prazo de validade vencido

Um homem identificado como responsável por uma farmácia, em Jundiaí, foi preso em flagrante, por policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais Gerais (DIG), nesta sexta-feira (17), por venda de medicamentos vencidos e também de anabolizantes sem a retenção da receita médica. Os policiais estiveram no local para cumprimento de mandado de busca e apreensão, objetivando encontrar anabolizantes falsificados e adulterados.

A DIG vem investigando casos na cidade de venda de anabolizantes adulterados ou falsificados, e, durante as investigações, foram encontrados fortes indícios de que uma farmácia (a polícia não divulgou qual o estabelecimento) estaria praticando os ilícitos, o que motivou uma solicitação à Justiça de um mandado de busca e apreensão no estabelecimento.

O mandado foi cumprido nesta sexta-feira, porém os detetives não encontraram anabolizantes adulterados ou falsificados. No entanto, os investigadores foram surpreendidos com a venda de medicamentos com prazo de validade vencido.

Durante o cumprimento do mandado, os agentes também constataram que havia notas fiscais de entrada/compra e saída/venda de anabolizantes, mas sem as respectivas receitas, que deveriam ter sido retidas no ato da venda.

Por conta dessas duas situações o responsável recebeu voz de prisão e foi conduzido à DIG, onde após flagrante e indiciamento por crimes contra relações de consumo, foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista.

De acordo com o delegado Roberto Souza Camargo, "as investigações continuam no sentido de apurar se este responsável pela farmácia tem também cometido outros crimes".

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.