EM APENAS UM MÊS

Agora já são três fábricas ilegais de bebidas fechadas em Jundiaí

Segundo apurou a reportagem, as bebidas falsas são geralmente comercializadas em pequenos comércios da cidade

Por Fábio Estevam | 16/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Polícia

DIVULGAÇÃO

Milhares de garrafas foram apreendidas pelos policiais
Milhares de garrafas foram apreendidas pelos policiais

A Polícia Militar de Jundiaí estourou nesta quarta-feira (15), a segunda fábrica e distribuidora clandestina de bebidas em Jundiaí, em penas dois dias. Já são, por tanto, três fabricas ilegais de uísque na cidade descobertas pela polícia em menos um mês, já que na primeira quinzena do mês passado, a Polícia Civil de Santana de Parnaíba já havia fechado uma grande industria clandestina em Jundiaí.

No caso mais recente, ocorrido nesta quarta-feira, policiais militares da 2ª Cia do 11º Batalhão descobriram a fábrica clandestina no bairro Rio das Pedras. Os soldados Marchi e Jerônimo receberam informações de que em um galpão neste bairro estaria funcionando uma industria ilegal de bebida alcoólica. Eles foram para o local e encontraram o portão aberto, sendo possível avistar, de longe, em um barracão ao fundo de um terreno, várias garrafas e caixas de bebidas.

Com apoio de outras equipes, foi feito um cerco ao galpão e contato com um homem que saía do local. Foi solicitado que todos saíssem e se posicionassem para revista pessoal e checagem de dados. Enquanto isso, em vistoria, os policiais militares constataram que de fato se tratava de uma industria e distribuidora de bebidas. Foram encontradas 1957 garrafas de Smirnoff, 192 de Orloff, 288 garrafas de Absolut, 532 garrafas de uísque Passport, 216 garrafas e Black Label, 240 garrafas de Gin Tanqueray, 96 de uísque Red Label, 395 garrafas de White Horse, além de 1015 garrafas vazias e 11 tonéis de 200 litros, cheios de bebidas.

O caso foi encaminhado para a Polícia Civil para ser investigado.

CAXAMBU

No dia anterior, no bairro Caxambu, PMs do 49º Batalhão também descobriram uma industria ilegal do mesmo segmento. Os agentes recebera informações de que um criminoso procurado pela Justiça estava transitando pelo bairro com um furgão. Ao localizá-lo, constataram que no veículo havia toneis carregados com bebida e milhares de rótulos. Questionado, ele disse que estava levando para entregar em um galpão do mesmo bairro, para onde também acabaram indo os policiais. A pessoa que receberia todo o produto fugiu antes que os PMs entrassem no galpão, onde foram encontrados lacres, rótulos, garrafas e mais toneis.

Neste caso, o delegado Rodrigo Carvalhaes optou por não prender o homem do furgão, em flagrante, uma vez que não se tinha certeza sobre seu envolvimento com a empresa ilegal e questão.

O caso também será investigado pela Polícia Civil.

NO CECAP

No mês passado, policiais civis de Santana de Parnaíba estiveram em Jundiaí e fecharam uma fábrica clandestina no bairro Cecap.

Polícia de Santana de Parnaíba fecha grande fábrica de uísque falsificado em Jundiaí

https://sampi.net.br/jundiai/noticias/2827734/policia/2024/04/policia-de-santana-de-parnaiba-fecha-grande-fabrica-de-uisque-falsificado-em-jundiai

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.