ADIAMENTO

Câmara de Jundiaí debateu e aprovou novos projetos

A votação sobre multas para imóveis abandonados e dia da propriedade intelectual foram adiados

Por MARCELA FRANCO | 15/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
JORNAL DE JUNDIAÍ

ASSESSORIA CMJ

A sessão ordinária realizada nesta terça-feira (14) aprovou alguns projetos e também adiou
A sessão ordinária realizada nesta terça-feira (14) aprovou alguns projetos e também adiou

Na sessão ordinária de ontem (14), a Câmara Municipal de Jundiaí aprovou alguns projetos de lei. Entre os destaques está o Projeto de Lei nº 14313/2024, de autoria do vereador Faouaz Taha, que cria a campanha “Maio Furta-Cor”. Esta iniciativa visa conscientizar a população sobre a saúde mental materna, promovendo ações de apoio e informação para as mães.

Outro projeto aprovado foi o Projeto de Lei nº 14348/2024, apresentado pelo vereador Paulo Sergio Martins. Este projeto prevê a implementação de políticas públicas de apoio e assistência às pessoas com Síndrome de Phelan-McDermid, uma condição genética rara que requer atenção e suporte especializado.

ADIADOS

Entretanto, dois projetos tiveram suas votações adiadas para a sessão ordinária do dia 21 de maio de 2024. O Projeto de Lei Complementar nº 1078/2021, de Enivaldo Ramos de Freitas, que altera a Lei Complementar 482/09, trata da manutenção de imóveis vagos e desabitados e estabelece novos valores de multa em Unidades Fiscais do Município para esses casos.

Também foi adiada a votação do Projeto de Lei nº 14352/2024, de Roberto Conde Andrade, que institui e inclui no Calendário Municipal de Eventos o “Dia da Propriedade Intelectual”, a ser comemorado no dia 26 de abril. Este projeto tem como objetivo promover a importância da propriedade intelectual na inovação e desenvolvimento econômico da cidade.

SESSÕES

As sessões ordinárias da Câmara de Jundiaí ocorrem toda terça-feira, a partir das 09h. Os munícipes podem acompanhar os debates e votações presencialmente no plenário da Casa ou através das redes sociais da Câmara

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.