NOS TRILHOS

VLT vai ligar Campinas, Hortolândia e Sumaré

Governo do Estado anunciou a proposta para um ramal ferroviário entre as cidades vizinhas e outra para ligar Viracopos ao centro da metrópole.

Por Flávio Paradella | 24/05/2024 | Tempo de leitura: 2 min
Especial para a Sampi Campinas

Divulgação/Prefeitura de Santos

Os investimentos estão avaliados em R$ 2,6 bilhões.
Os investimentos estão avaliados em R$ 2,6 bilhões.

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), anunciou nesta quinta-feira (23) a proposta de implementação de um VLT (Veículos Leves Sobre Trilhos) para fazer a ligação ferroviária entre Campinas, Hortolândia e Sumaré, além de um ramal entre o centro da metrópole com o Aeroporto Internacional de Viracopos. A proposta de VLT na região de Campinas foi aprovada pelo Conselho Diretor do Programa de Desestatização (CDPED) e envolve a implementação destes dois ramais ferroviários.

Clique aqui para fazer parte da comunidade do Portal Sampi Campinas no WhatsApp e receber notícias em primeira mão.

O primeiro deles fará a ligação metropolitana, entre o município campineiro, Hortolândia e Sumaré, com 22 quilômetros de extensão. Um segundo ramal, de 22,4 quilômetros, permitirá o deslocamento entre o centro da cidade e o Aeroporto de Viracopos, com ligação direta à estação do projeto já em fase final para a ordem de serviço do Trem Intercidade (TIC) Campinas-São Paulo. Os investimentos estão avaliados em R$ 2,6 bilhões.

Os projetos integram o Programa de Parcerias de Investimentos do Estado de São Paulo (PPI-SP). “Fizemos deliberações importantes. E se a gente somar todos os projetos do nosso programa de parceria, estamos chegando quase na casa do meio tri de investimentos. São projetos da envergadura do estado, e vão trazer uma modernidade muito grande para o estado”, afirmou o Governo Tarcísio de Freitas (Republicanos).

O prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos), enalteceu o projeto e lembrou da saturação das rodovias que ligam as três cidades, que diariamente congestionam pelo excesso de veículos. “Não são mais rodovias, são avenidas (para ligar as cidades). A região está crescendo e se você não tiver esses modais alternativos daqui a pouco para tudo”, acrescentou.

A 45ª Reunião Conjunta Ordinária do Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas (CGPPP) e do Conselho Diretor do Programa de Desestatização (CDPED) também aprovou a qualificação de outros três novos projetos de mobilidade urbana sobre trilhos. São dois TICs, de Santos e São José dos Campos, e um VLT de Sorocaba.

Com a qualificação no PPI-SP, o Governo de São Paulo dará início ao processo de contratação e elaboração dos estudos para avaliar a viabilidade do projeto, além de serem levantados modelos de negócio para a estruturação da iniciativa.

1 COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.

  • Tonhão
    24/05/2024
    Eleição e cada promessa, essa aí deve levar o mesmo destino do trem bala que liga campinas a São Paulo