SAÚDE

Centro de Saúde Orozimbo Maia suspende atendimento após violência

Homem quebrou porta da unidade e disse que voltaria armado se não fosse atendido.

Por Andréia Marques | 16/05/2024 | Tempo de leitura: 1 min
Especial para a Sampi

Reprodução/Google

Serviços precisaram ser suspensos depois da confusão
Serviços precisaram ser suspensos depois da confusão

O Centro de Saúde (CS) Orozimbo Maia, em Campinas (SP), foi alvo de vandalismo e ameaças a funcionários nesta quinta-feira (16). Parte dos serviços da unidade precisou ser suspensa.

Segundo a Guarda Municipal, a confusão começou pela manhã quando um homem levou uma criança para coletar sangue, mas ele não apresentou nenhum documento e disse apenas ser o padrasto.

Ele foi orientado pelos profissionais a buscar a documentação e voltar para o atendimento. Mas o homem ficou alterado, quebrou o de uma porta da unidade e ainda ameaçou voltar armado.

Diante das ameaças, a porta da unidade foi fechada, mas ele arrombou e invadiu a unidade de saúde. A Guarda Municipal foi acionada.

O casal foi levado para o 1º Distrito Policial. O homem vai responder por dano ao patrimônio e a mulher por desacato aos guardas municipais.

Por causa da confusão, parte dos serviços foram suspensos temporariamente. Os acolhimentos e os retornos de dengue foram mantidos.

Em nota, a Secretaria de Saúde informou que  para coletar qualquer exame é necessária a apresentação de um documento do paciente.  A medida é uma questão de segurança do paciente e de responsabilidade e ética das equipes de saúde e só é exceção nos casos de urgência e emergência.

COMENTÁRIOS

A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores. Por isso, os leitores e usuários desse canal encontram-se sujeitos às condições de uso do portal de internet do Portal SAMPI e se comprometem a respeitar o código de Conduta On-line do SAMPI.